terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sobre o mundo em que vivemos. Mais especificamente, sobre um lugar chamado Brasil!

Quem me conhece sabe que sou um ser revoltado com o mundo. Porque meu ideal de mundo é pura utopia, mas o de quem não é? Quem é que não sonha com um mundo sem violência, sem roubo, com pessoas honestas, transparentes, solícitas? Acho que muita gente. Só que, como diz o marido Toruboi, temos ainda muito a evoluir. Enquanto espero a tal evolução, juro que tento fazer minha parte.

Não ficar revoltada toda hora é uma boa parte, em busca da tal evolução. Tenho trocado a minha por trabalho voluntário, pois não consigo não me revoltar. Alguém me entende?
Saímos nas ruas. Esburacadas. Calçadas intransitáveis. Pessoas querendo devorar pessoas. Dirigir é um exercício de sobrevivência. Conto até dez. Até cem. Até mil. Canso de contar e volto pra casa. Faço um mantra qualquer, tomo um banho frio, tento me acalmar. Juro, eu estou tentando. Mas meu nome é Úrsula Hummel, e não Madre Tereza. E mesmo meu tio achando que eu sou um ser que veio à Terra para substituir o atual Buda (só devido às minhas formas semelhantes às dele), não, não tenho espírito de Buda.

Acordei hoje e, como de praxe, liguei o iPad para carregar jornais e notícias. Uma passadinha básica pelo Facebook. Vejo o link do blog da Rosana Hermann falando sobre educação (quem quiser ler, procura aí na internet porque estou com preguiça). Ponto de vista espetacular. Vindo de uma pessoa formadora de opiniões. O Brasil só vai evoluir quando investir em educação, principalmente nos professores que fazem esta educação. Ok, utopia, pois isto não está longe de acontecer. Simplesmente não vai acontecer por aqui. Nossos governantes estão preocupados demais com seus estúpidos salários para seus cretinos serviços.

Novo link: minha vizinha colocou no Reclame Aqui uma reclamação da Etna. Fui ler. Fiquei impressionada com o número de reclamações que havia da mesma loja. Porque prestadores de serviços, o varejo em geral, está se lixando com o seu consumidor.


PAUSA

Moro ao lado de um lixóping. Sábado fui eu e minha perna robô até lá. Passei nas Americanas para comprar algumas coisinhas, que dariam em torno de 250 dinheiros. Vou para a fila do caixa. Sou a primeira. DEZ caixas, apenas um ocupado. E a moça me ignora. Pergunto se posso ir até lá. Ela me manda esperar. Espero. Pergunto se posso ir depois de algum tempo. Ela me ignora. Insisto, ela pode não ter me ouvido. Ela me ignora. Seu colega chama-a, e ela ignora. Revoltei. Joguei TUDO no chão e saí. A gerente veio falar comigo. Soltei o verbo. Fui até a loja de esmaltes. Feira da Vaidade. Comprei esmaltes, lixas, acetonas e afins. 29 dinheiros. Perguntada se quero a NFP, respondo que sim. A vendedora que diz que não dá para emitir, pois acabou de cancelar uma compra e só depois de passar uma compra sem NFP, poderá emitir de novo a nota. Explico que isto é sonegação. Decido não comprar. Ela dá um jeito, fica com medo da minha cara de fiscal da Fazenda. Emite minha nota. Vou até a Marisa Lingerie tentar comprar o que deixei para trás nas Americanas. Entro e pergunto pra vendedora se tem De Millus. Ela me responde negativamente. Antes de ir embora, resolvo dar uma olhadinha. E o que vejo na primeira gôndola? Produtos De Millus. MUNDO CÃO, NINGUÉM ESTÁ AFIM DE VENDER, DE TRABALHAR, TEM QUE FICAR DESEMPREGADO, BANDO DE VAGABUNDO.
DESPAUSA.

Voltando à educação. Como moro na Zona Norte de São Paulo, um lugar quase esquecido por Deus, pelos governantes e pelos investidores de progresso, decidi que poria meus filhos para estudar depois do rio. Em junho, fiz uma pré-inscrição em um colégio, para conhecê-lo. Hoje me ligam, para agendar a data. A funcionária do colégio foi muito atenciosa, muito gentil e por não ter sido meu primeiro contato com o colégio, me impressionei com o nível de seus funcionários, tão solícitos, capacitados e prestativos. Até que.... Por que tudo na vida precisa de uma adversativa no meio da frase? A atendente pediu o número do meu CPF, explicando que geraria um boleto de oitenta dinheiros para cada um dos meus filhos, para conhecê-los. Espanei. Não fui grosseira com a moça. Seria deselegante da minha parte. E eu sou revoltada, mas deselegante, só algumas vezes e hoje não era o caso de gastar meu latim. Expliquei para a funcionária que eu queria apenas conhecer o colégio, que não sabia se queria que meus filhos estudassem lá. Que eu em momento algum, jamais, ever, never, pagaria oitenta dinheiros para que eles avaliem meus filhos, pois sou educadora e totalmente contra uma prática inibitória destas. Agradeci, desliguei o telefone.

Voltei para o Facebook, minha válvula de escape.Um lugar onde posso falar ao mesmo tempo com o mundo todo, onde todo mundo me ouve e muitos me respondem. Desabafei. Recebi mensagens solidárias. Tive a certeza de que não estou louca. Ou estou, sim. Louca, cheia de loucos, vivendo num mundo perfeito e o qual só vemos defeitos. Preciso de internação. Vou até o Facebook pedir uma vaga no Pinél.

7 comentários:

  1. Olha amiga, o negocio tá feio, em todo lugar!!
    só mesmo o amor de Deus pra nos guardar de tudo o que anda acontecendo no mundo.

    beijos

    ResponderExcluir
  2. ai ai... bom saber que não estou sozinha na minha revolta.

    BEijos

    ResponderExcluir
  3. Amiga,

    O mundo está de cabeça pra baixo meesmooo!!
    O setor de serviços cada dia pior.Vejo mta gente reclamar que tá desempregado, mas o esforço é zero! Odeio atendente mal humorada. Não tenho paciência e saio xingando! Poxa, se não sabe trabalhar com o público procura outra coisa!
    A educação das pessoas não existe mais. Aliás, educação é artigo de luxo, para poucos.
    Só rezando e exercitando a paciência....
    Ou então, mudando para o Canadá! rsrsr
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Ursula, estou louco faz tempo então, já nao moro aí na terra brasílis tem oito anos, me pergunte se quero voltar tão cedo a terrinha, nana nina nao. Ainda vou de tempos em tempos visitar minha família, mas morar aí já nao da mais. Faz um ano que estive a passeio, como o povo esta mal educado, sem respeito a nada e ninguem, passei mais raiva do que me diverti, se nao fosse pela minha família nem passear aí eu ia, certeza que se alguém ver esse meu comentário vai ate dizer que estou cuspindo no prato que comi, e tido aquele blablabla que é de se esperar, mas a história nao é bem assim, quem mora ou já morou fora pode comparar pois já vivenciamos outros padrões outra realidade, nem tudo são flores, você mesmo por ter morado no Chile e em Portugal sabe melhor que eu, a certeza mesmo é se nao tiver educação, e consciencia do que cada um tem de fazer pra melhorar a vida de todos, o resto por mais que se tenha, nao vai valer nada.

    ResponderExcluir
  5. A cada dia que passa acredito mais e mais na divisão dos mundos,sei que não sou perfeita falho pois vivo correndo para conquistar algum lugar em um mundo que não tem lugar, pois todas as vagas já estão completas com gente que não faz muito para merecer tanto.
    Amiga Ursinha sinto vergonha de ainda nao ter ido te ver...por isso sei que também falho, mas hoje vou me permitir a apontar outras falhas, parabenizar seu post e desabafar. Para o mundo que quero descer...o que acontece com as pessoas, como é possível vendedores mal educados e pessoas cada vez menos preparadas ocupando vagas de pessoas muito preparadas só porque aceitem trabalhar por um salário de fome.Hoje minha revolta em especial vai para a ZARA que vende roupas a preço de ouro e paga 20 centavos a peça aos trabalhadores bolivianos.Já tinha ouvido isso dos meus amigos filipinos em realção a outras marcas famosas internacionais, mas na terça comprovei assistindo a um documentario na tv. UMA VERGONHA!!! E mais vergonha ainda é ser conivente com essa m... toda.
    Parabéns Ursinha pelo Blog, sempre acompanho, é aminha valvula de escape para não enlouquecer achando que apenas eu não tomei a pirula azul do MATRIX. MIL BJS LOVE U.

    ResponderExcluir
  6. Boa! Thanks por me manter firme na ideia de nao voltar mais. Que diabo... Vc deveria comecar a emitir boleto pra quem quiser ter a honra de conhecer seus filhos....

    ResponderExcluir
  7. De forma muito eficiente de informação escrita . Será que vale a pena para quem usess -lo, inclusive eu . Continuem o bom trabalho - com certeza eu vou tentar posts extra.

    ResponderExcluir