domingo, 14 de agosto de 2011

Sobre a difícil tarefa de ser mãe de um moleque safado

Ser mãe é uma missão, e quando se trata de ser mãe do meu filho, uma missão difícil demais. Porque muitas vezes, é quase impossível conseguir conter o riso.

O garotinho em questão está prestes a completar seis anos, e sofre de enurese. Quer dizer, para ele, está tudo muito bom, muito bem, quem sofre somos nós. Contamos os segundos para o dia em que conseguiremos tirar a fralda noturna. 

Em comemoração ao dia do papai, confidenciei para ele um segredo: "filho, já pensou como o papai ficaria feliz se sua fralda amanhecesse sequinha no dia dele?". Bingo. A fralda amanheceu seca.

Já no final do dia e ele me fala: "mamãe, que sorte eu tive de a fralda ficar seca bem no dia dos pais né?".

- "Não." Respondi. "Não foi sorte não filho. Na vida, nada é sorte, tudo é luta e conquista. Você sabe quais são as etapas na vida para que a gente possa se dar bem?"

- "Sei sim."

- "Então qual é a primeira etapa?"

- "Saber ler. "

Contive o riso. Ele estava levando nossa conversa muito a sério.

- "Ok filho, então qual é a segunda etapa para se dar bem na vida, algo muito importante?"

- "Aprender a fazer o aeiou em letra cursiva!"

- "Muito bem filho. E depois, qual a próxima etapa?"

- "Aprender a fazer todas as letras do alfabeto em letra cursiva!"

Melhor deixar pra lá. Definitivamente, valores mais profundos não vão entrar na cabeça dele, neste momento em que ele só pensa nas letras cursivas!

3 comentários:

  1. Ô, que saudade de quando todos os problemas eram "aprender a letra cursiva"...

    ;)

    ResponderExcluir
  2. mal sabe ele o tanto de contas que ainda terá que pagar...hehehehe.

    essas crianças estão muito espertas né...

    ResponderExcluir