terça-feira, 8 de março de 2011

As Viagens de Gulliver

Foi um passeio despretensioso. Férias de janeiro, final de semana. Saímos de casa para assistir a outro filme, o qual já nem me lembro mais. Devido a mudança da grade de horários, marido acabou comprando três entradas para a primeira sessão daquele sábado. Estávamos eu, ele e o Peteleco.

Entrei na sala sem expectativa positiva nenhuma. Para mim, seria apenas mais um filme. E me surpreendi. Porque: o filme foi muito bem feitinho. Os produtores conseguiram pegar uma obra escrita em uma Irlanda da idade média e trazer para os Estados Unidos dos dias atuais.

A obra original é uma sátira, escrita pelo irlandês Jonathan Swift em 1735 (há controvérsias sobre a data, que também se discute o ano de 1726). O escritor criou uma ilha imaginária, levou até ela o náufrago Gulliver em meio a uma guerra entre franceses e ingleses e... você precisará ler a obra, narrada em três partes, para conhecer a história.

Ou apenas assistir ao filme, esta fantástica adaptação que entrete às crianças e aos pais!

#ficadica  

Nenhum comentário:

Postar um comentário