quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Da série "coisas que eu odeio": ESCOLA

Definitivamente: se eu tivesse a capacidade e o governo me permitisse (porque o governo não dá escola decente, mas obriga-nos a mandar filhos às escolas), educaria meus filhos em casa.

Porque uma das coisas mais irritantes do mundo é escola.

Falta tudo: falta educação, falta formação, falta treinamento, falta planejamento.

Segunda-feira fui levar o Peteleco ao inglês. Pergunto à recepcionista o horário do término da aula e ela me responde: "meio-dia e meio". O que é MEIO? Será que uma escola não poderia treinar seus funcionários nos erros básicos? Trata-se de MEIA, pois é MEIA hora. E que a minha vizinha Dona Maria não saiba disso, ok. Que a minha secretária do lar não saiba disso, ok. Que a minha melhor amiga não saiba disso desde que ela não seja professora, ok. Mas uma professora NÃO PODE FALAR MEIO-DIA E MEIO.

Dentro das coisas que odeio em escola, tem aquelas que irritam master. Pedidos semanais de tranqueiras me irritam mais que master blaster.

Segunda-feira chegam as criancinhas Hummel da escola e lá vou eu ler as agendas. Cada professor de inglês pediu uma foto 3x4. Será que a escola não sabe que só usamos fotos 3x4 para documentos? Lá vou eu e providencio as duas. Ontem chegam do espanhol com outro pedido de foto 3x4. Antes que eu gritasse dentro do estacionamento, Bibizoca - conhecendo a mãe histérica e louca que tem - disse que a "maestra" falou que poderíamos fotocopiar a foto da segunda-feira.

Chego em casa e abro a agenda do Peteleco. "Mamãe, favor enviar: uma foto 3x4 para atividade, uma foto 10x15 recente, revistas diversas com figuras de animais e paisagens, revistas em quadrinhos diversas, objetos antigos e materiais de apoio para a aula de canto, como fantasias, perucas, gravatas, óculos etc. Grata".

Minha resposta:

"Prezada Professora, gostaria de informar à escola que minha casa não é estúdio fotográfico. Por gentileza, transmita o recado à coordenação da escola, pois para dois filhos foram seis fotos em dois dias. A escola deve estar de brincadeira. Se não está, então surtou. Se é que pessoa jurídica surta. Na minha casa não compramos revistas em papel, apenas digitais. Por gentileza, peça à escola para enviar o iPad de atividades que baixo minhas revistas nele. Revistas em quadrinhos pertencem ao passado, meus filhos lêem livros, frequentam livrarias para folhear revistas em quadrinhos, mas não as compro pelo fato de há tempos terem perdido seus encantos. Já ouviram falar em Mangá? Pois então. É a nova versão de revistas em quadrinhos nos tempos de hoje. Quanto aos objetos antigos pedidos, gostaria de dizer que minha casa é organizada e trata-se de uma casa, não de um museu. De verdade, não consegui entender o que vocês querem com objetos antigos, tampouco que tipo de objetos. De qualquer maneira, não os tenho. E por último, mas não menos importante, o quesito fantasia. Ao decidir que meu filho de 5 anos cursaria o último ano da educação infantil nesta escola, paguei 600 dinheiros pela matrícula. Mensalmente desembolso o mesmo valor pela mensalidade. Em janeiro, estive na escola e dei um cheque de 900 dinheiros pela lista de material, e complementei ainda com duas caixas de lápis com 24 cores cada, estojo de 24 canetinhas hidrográficas, potes de gliter, purpurina e lantejoulas, papel espelho, crepon e celofane. Na primeira semana de aula vocês enviaram o nome da livraria, a única da cidade, onde posso comprar o livro paradidático. Trata-se da livraria mais cara do planeta, cujo custo chega a ser mais que o dobro que qualquer outra livraria. Ainda investi 400 dinheiros em uniforme, 350 dinheiros pelo material anual de inglês e mais um cheque de 1000 dinheiros pela anualidade do curso extra de inglês. Agora vocês me pedem fantasia? Para aula? Vou mandar a fantasia sim, só que estará vestida no meu corpo e o tema será o mais adequado no momento: PALHAÇA. Obrigada."

Preciso dizer mais alguma coisa?

8 comentários:

  1. Nossa, vemcha!! Vc conseguiu passar todas essa raiva para os leitores... Muito muito absurdo!!

    Please, no próximo post coloque a resposta da professora!!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, tem TODA razao em ficar p...

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Tá, agora tô no PC. Deletei um comentário tosco que saiu antes.

    Mas, fala: vc mandou MESMO este bilhete? Porque se não mandou, deveria. Só desabafar no blog não basta, precisa é que as (inclua aqui o seu xingamento) das professoras/diretoras/donas de escola saibam o que as mães pensam.

    Bjooo

    ResponderExcluir
  5. Você esqueceu de citar aquelas escolas que nos pedem até PAPEL-HIGIÊNICO! Meu Deus do céu! Uma escola particular que tem a capacidade de colocar na lista de material papel-higiênico tem que ser patrulhada pela vigilância sanitária, porque não é uma escola...é uma caverna!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá Luciana, bom, acho que você foi extremamente esnobe e infeliz na escolha de certos termos. Sobretudo no que diz respeito ao IPad. Alem do mais, é triste que seus filhos não leiam mais revistas em quadrinhos. Não é verdade que seja algo demodé, pois grande parte do renome cultural belga repousa sobre essas tais revistinhas. Manga é um estilo de desenho japonês, e inclusive existem inúmeros mangas impressos no formato revista em quadrinhos. Enfim, entendo perfeitamente sua raiva. Faz tempo que as escolas particulares andam abusando. Senão apoio plenamente o fundo da sua causa, acho que somente na forma existe um problema! Contudo, se for preciso esse tipo de tom pra que as escolas entendam que não somos palhaços, retiro tudo o que disse. You rock! Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  7. Amiga,

    Vc está certíssima!!! Eu agiria da mesma forma!
    É um absurdo o que essas escolas fazem!
    Depois nos conte qual foi a resposta da professora.
    Beijocas

    ResponderExcluir
  8. Ola! Eu sigo seu bolg e sempre que poso dou uma passadinha aqui,nunca havia comentado um post seu mas ao ler esse ultimo foi impossível não compartilha da sua "raiva",da sua indignação.
    Concordo com vc em numero gênero e gral em cada palavra sua, certas escola nos ve como palhaços que possuímos a calça recheada de dinheiro,ou melhor como bancos a disposição plena deles...
    Ao ler seu post acima vi que vc não enviou essa carta ao colégio, entendo seu lado, mas que da vontade de manda da, mas como iria expor outras pessoas vc vez muito bem em não enviar...
    Mas quero aqui registra que mesmo que essa carta tenha sido somente um desabafo, vc desabafou por todas nos mães que nos vemos anualmente nessa mesma situação que vc.
    bjinhos

    ResponderExcluir