segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Amizades na blogsfera

A internet é um caminho mais que certeiro, a meu ver, para resolver qualquer coisa de maneira rápida. Vai desde reclamação até casar. A única coisa que não se faz pela internet é filho.

Já fiz muitos amigos pela internet, amizades que preservo há anos. Meu primeiro amigo virtual mora no RJ e nos conhecemos em 1998. Vivemos juntos várias aventuras, temos grandes histórias para contar, juntos nos separamos, juntos nos casamos de novo, tivemos novos filhos. Mas até hoje não nos conhecemos pessoalmente.

Pela internet também conheci muitos executivos que, em dado momento, ou foram meus candidatos (quando trabalhava como Head Hunter), ou foram fontes para os cargos os quais buscava.

Tive um amigo, que também temos contato até hoje, que foi minha amiga que conheceu no chat. Ela achou ele engraçado, e como me achava engraçada também, nos apresentou. Conhecemo-nos virtualmente, e depois pessoalmente. Saímos várias vezes juntos, sozinhos, em turma, e ele ficou amigo dos meus outros amigos, os conhecidos pelo mundo virtual e os conhecidos pelo mundo real. Ele é vice-presidente financeiro da segunda maior empresa no mundo naquele ramo de negócio e assim como o amigo carioca, também vivenciamos juntos nossas separações, novos casamentos, chegada dos filhos.

Até que um dia virei blogueira. Mas não virei blogueira porque escolhi ser blogueira. Virei blogueira porque morava fora do Brasil, e foi uma maneira que encontrei de enviar notícias para a família. Tive vários blogs até chegar a este, que milagrosamente dura três anos. 

Não sei como as pessoas foram chegando até mim. Sei que foram chegando. E chegando. E chegando. Nunca cheguei até um blog e deixei um comentário do tipo: "passa no meu blog". De verdade, nunca me interessei por leitores, meu blog é apenas um momento de registrar momentos e pensamentos da vida. Para não dizer nunca, houve sim, uma única pessoa a qual fui eu que cheguei ao blog: a Isa. Estava lendo o blog de uma amiga de infância (quase), que tinha outra amiga acompanhando, que seguia o blog da Isa. Tínhamos em comum a perda recente dos nossos pais. Assim, virei amiga da Isa.

Depois da Isa veio a Than, alguém que vicia, pois ela realmente é muito engraçada. Pelo blog da Than, chegou a DaniDani ao meu, que também virou minha amiga. E pelo blog da DaniDani veio a Carolzinha (o blog dela é VIP).

Foi por causa das madrugas em claro do meu irmão que conheci a Karine (doida de pedra, comediante inata), a Karina (a quem ele diz que sou irmã gêmea), a Nívea (totalmente ponderada - quero ser assim quando crescer - e escreve deliciosamente bem), a Bel (queria tanto que estivéssemos mais perto, pois tenho tanto a aprender diariamente com ela), a Tatá (quero do meu lado também, ela é bárbara).

Não sei como, mas algum dia também chegou a mim a Lilly, que é a Sra. Decoração, Sra. Educação, Sra. Tudo, que adoro muito, e tive a oportunidade de conhecê-la ao vivo, mas não pessoalmente. Foi ao vivo, pois estava eu vendo um programa de televisão, quando de repente lá vem a Lilly.

Sei que muita gente resiste ao mundo virtual, tem medo, tem cautela. Mas eu só tenho a agradecer a este mundo e a tudo que ele me trouxe. Sabe o que eu tenho? Sorte! Alguém duvida?

14 comentários:

  1. Eu é que tenho sorte por ter como amiga a Sra. Pandoca Hummel...

    Apesar de vc não responder aos meus e-mail eu te amo mesmo assim...

    Sabe que estamos um pouco longe, mas o que sinto por vc é real, verdadeiro, um carinho sem tamanho, preocupações, cuidados, tudo que deve ter em uma verdadeira amizade.

    Te adoro muitão.

    Beijos e obrigada pela citação. (Ah, quando for me citar, pode linkar o blog antigo, ainda estou escrevendo algumas coisas nele...hehehe)

    ResponderExcluir
  2. Amiguinha...não fica brava comigo. Eu estou com um BAITA problema de email já tem um tempo. Sò agora descobrimos o porquê...eu estou com várias máquinas configuradas para a mesma conta de email, e as msgs são sugadas por uma delas. Então estou esperando o tecnico q vai reconfigurar tds os computadores...coisa de gente multimídia...como vc não está no FB, acaba não sabendo destes infortúnios... não é descaso meu não. Se não te respondi algo, aguarda q meu email vai arrumar TUDO semana q vem...eu nem to de mal mais das pessoas q não me respondem, pq sei q a culpa é do email! Lov u xuxu! Besitos

    ResponderExcluir
  3. Uma pena que amizade não tem preço... pq eu ficaria rico se recebesse por intermediar essas amigas todas aí...

    ResponderExcluir
  4. Sempre querendo levar vantagem... [2]

    Ei, parece que eu conheço vocês (a família toda) há séculos...

    ResponderExcluir
  5. Oi Pandinha,
    Adorei seu post...não vejo a hora de nos conhecermos pessoalmente.
    Bom, não tenho estado muito bem esses dias, mas é isso ai, é bom ter amizade (mesmo que "ainda" virtual) carinhosa, como você, a Than e poucas outras.
    beijão

    ResponderExcluir
  6. Amiga Panda, ponderada eu?? Quanta bondade a sua. :)
    Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Ní, vc é calma, tranquila, paciente, nossa, será q vc tem idéia da paz q vc passa? Queria tanto ser sua amiga e da Ká de mais perto. Ainda mais neste momento...

    ResponderExcluir
  8. Ai, quanto carinho! Ah, eu quero um abraço de Pandinha. :)

    ResponderExcluir
  9. O que significa comediante inata professora?

    ResponderExcluir
  10. Aguardo a resposta para continuarmos com a nossa amizade.

    ResponderExcluir
  11. Amiga...agora q me conheceu, vai ter q me aturar...FOREVER!

    ResponderExcluir
  12. Aquela q nasceu com o dom de nos fazer rir MOOOIIITTTTUUUUU

    ResponderExcluir
  13. Tatá, vem visitar sua.mamys...minha casa é no caminho e daremos vários abraços!

    ResponderExcluir