quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Sobre encontros e desencontros

Qual é a probabilidade de encontrarmos alguém conhecido, dentro de uma concessionária "X", em uma segunda-feira, início do mês de dezembro, as 11 horas da manhã? Eu diria NENHUMA, se não fosse comigo.

Dei aula e sai correndo para resolver uma coisinha pro marido. Chego na concessionária, resolvo a situação, despeço-me da funcionária e ao virar-me pra sair, encontro uma amiga que encontro duas vezes por ano, e a segunda deste ano aconteceu sábado passado.

Ela lamentava, pois estava comprando um carro da marca "Y" há duas semanas e sequer havia sido emitido o pedido. Ouvindo-me elogiar a marca "X", resolveu passar por lá. Ela estava com o sócio, e ambos compraram na "Y" o mesmo carro. Mas ao chegar na "X", se apaixonaram por um veículo mais caro, porém, mais carro.

Chamaram o vendedor. Queriam comprar um cada um, mas usando a tabela da semana passada, já que o governo mudou algumas regras de financiamento a partir de hoje, no afã de conter o consumo e não ver a inflação subir. O vendedor alega que não tem como e minha amiga fica inconformada. Chamei o vendedor na "xinxa": "seguinte amigo, você é vendedor de carro, raça mais MALACA que existe, como assim você vai perder a venda de DOIS carros de CEM MIL DINHEIROS cada um?".

O vendedor pensa, afirma que não tem jeito, e eu insisto que tem, e só sairemos de lá com a compra efetuada NAS MINHAS CONDIÇÕES. Depois de cinco minutos, vem o vendedor, com a autorização da gerência, e fecha os dois negócios, comprometendo-se ainda a entregar o carro nesta próxima sexta-feira. 

Minha amiga não conteve a alegria e mal conseguiu despedir-se de mim.

Eu, educada e fina que sou, vou dar um tchauzinho para a vendedora a qual fui lá para conversar, e ela já está com um novo casal de clientes. Onze e meia da manhã. O casal olha pra mim e fala: "eu te conheço!". E conheciam mesmo. Mas isso é causo pra outro post.

Mundo pequeno? Não sei. Só sei que vendi 200 mil dinheiros em carro e não ganhei nem um de comissão; só fiz três pessoas felizes: minha amiga, o sócio, e principalmente, o vendedor!

5 comentários:

  1. Huahuhuahuah!
    Poderooooosa!!! Eu bem que queria ser assim - ou ter uma amiga assim já servia! ;)

    Mas o vendedor - ou o dono da conscessionária bem que podiam ter te dado um brinde... um DVD pro seu carro, ou coisa parecida!

    ResponderExcluir
  2. hahahahah Adooooroooo!!
    Essa é a minha amiga Úrsula!!
    Vc é simplesmente demais!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. huehueuhehueuhe
    Muito bom! Tb acho que poderia ter rolado um mimo pela venda.
    bjunda

    ResponderExcluir
  4. VEMCHA, quando e que vc vem aqui pra falar com meu landlord::: hehehe

    ResponderExcluir
  5. Belzinha, té parece que alguém dá algo pra alguém...

    Ká, foi minha primeira negociação da vida...

    MV, o mimo poderia ser um carro zero né? Nem precisava ser o de 100 mil dinheiros...

    VEMCHA, será que uma ameba como eu consegue negociar DUAS vezes na mesma vida??? KKKKKKKK

    ResponderExcluir