sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Como Bandeira

Já manifestei minha vontade de ir embora pra Pasárgada. Contudo, voltemos à realidade...

Minha filha de onze anos chega em casa, após uma manhã escolar com prova de matemática, e diz que foi mal na avaliação. Mas a classe inteira foi. Pergunta: e daí? Por um acaso eu sou mãe da sala inteira? Não. Sou mãe apenas da Isabela e só o conhecimento e a educação dela me interessa dentro daquele grupo. Egoísticamente falando, DANEM-SE os restantes.

E o que minha filha tem a ver com Pasárgada? Explico: acordo e antes de até mesmo abrir direito o olho, ligo meu iPod ou meu iPad, o que tiver com a bateria mais cheia. Uma passadela de olho no Facebook e no Twitter, para ver o que aconteceu enquanto eu dormia. Baixo a Folha de São Paulo no iPad e "echo otro vistaso", agora mais profundo.

Vejo coisa que cansativamente se repete em todo e qualquer noticiário; do lado nacional, tarifas que sobem, a inspeção veicular para carros (inclusive zero), agora obrigatória, sobe a tarifa, Sampa com a tarifa de ônibus mais cara do país, salário mínimo aumentando (e foda-se a classe média sempre massacrada); na ala internacional, Cuba sacaneando o seu sofrido povo, Irã, Palestina e Israel brigando por território, Bolívia com seu comunismo se exacerbando cada vez mais, a China que discretamente inibe o uso da internet a cada dia. E daí? Por que preciso me nivelar por baixo?

Quero morar em um lugar que tenha ido bem na prova. Quero viver em paz, sem ter que me preocupar diariamente com o que os governantes roubarão no dia de hoje. Não quero ser medíocre como pessoas que fogem do Brasil porque aqui é um lixo, e levam suas vidas lá fora dizendo que aqui é o melhor país do mundo. Então volta e para de ladainha. 

Este país é vergonhoso, basta ver a falta de critério que existe nas nomeações de cargos de confiança do governo, basta ver a roubalheira que existe tão explícita, basta ver a falta de educação que existe no país (com a ambiguidade que a expressão traz), basta ver que aqui, uns trabalham feito burro de carga pagando as mais altas taxas de impostos do mundo, para outros viverem na vida boa.

Não quero saber dos "alunos" ruins. Quero ir embora pra Pasárgada. Pois como registrou o velho Bandeira, lá sou amiga do Rei!

Feliz 2011!


2 comentários:

  1. Bom dia.Estou me tornando seu seguidor hoje.Meu nome é Sigberto e sou professor de Portugues e Ingles,por isso emu blog sempre(ou quase sempre) exibe textso que tem a ver com ensino e aprendizado de varias formas.
    Gostei de seu blog e da ideia de "pandinha" . de onde veio essa ideia?
    Abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Sig, muito prazer! A idéia da Pandinha veio através de amigos que, devido ao fato de eu me chamar Úrsula, me chamavam de Ursa ou Panda ou ainda Ursa Panda. Obrigada pela "visita". Apareça sempre. Abraços, Úrsula

    ResponderExcluir