segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Balanço de 2010 (ou como alguns preferem chamar: Retrospectiva)

2009 terminou de modo tenso. Apesar de termos passado os últimos dias do ano em um hotel fazenda e termos relaxado nossas cabeças, voltamos à nossa realidade: um apartamento em obras, que era dos sonhos e virou dos pesadelos, criancinhas doentes, Pandinha doente (tive minha terceira pneumonia em um ano), e estávamos só em janeiro.

Fevereiro não mudou nada, apenas somaram-se novos problemas. A escola das criancinhas estava uma bomba, cheia de problemas, meu condomínio alagava com cada chuva, estávamos largados e abandonados.

Em março o Peteleco já estava na terceira inserção de antibiótico DO ANO, e desta vez tinha que ser injetável. Uma luta para conseguir quem aplique injeção em crianças, mas Deus é pai. Esperávamos ansiosos pela chegada do PLR, que atrasou. Mais uma vez fiquei sem empregada e em um único mês, passaram umas 10 em casa para experiência, que não durava mais que meio dia.

Finalmente abril começou com uma notícia boa: a empregada nova, que está até hoje comigo, começou no dia primeiro. Parecia mentira. O Toruboi foi para Chicago, para Hong Kong, Pequim, Macau e voltou já no mês de maio, cheio de presentes para a família toda: videogames, Nintendo DSI para as criancinhas, óculos, câmera fotográfica nova para a Pandinha. Com a entrada do PLR, conseguimos quitar os dois carros e foi uma alegria ter tantos boletos bancários a menos para pagar mensalmente. Neste mês, surgiu o primeiro contato com o condomínio Allore Vila Romana, que passava pelos mesmos problemas de contas super faturadas e falta de administração.

36 anos. Foi a idade que completei em junho. Comemorei em grande estilo, com pessoas queridas e amadas fazendo companhia para mim ao longo do dia e início da noite, com muitos comes e boas conversas. Meu presente? Um cruzeiro de Natal, já que meu sonho era viajar em um navio. A tristeza foi deixar minha segunda escola no mesmo ano, por conta do excesso de trabalho que tinha no condomínio, já que uma delas já tinha deixado em abril. Tranquei minha pós. Chorei, mas havia prioridades, e a prioridade era LIMPAR o lugar que eu moro.

Em julho tive a felicidade de visitar novamente meu país de coração e voltei do Chile renovada, pronta para ganhar a batalha que travávamos. Neste mês, tivemos reuniões quase que diárias (enquanto eu não viajava), unimos um grande grupo de advogados e estávamos decididos de uma vez por todas tirar a Cyrela e a Mondex da administração furada que "faziam" em nosso condomínio. Foi em julho que nos juntamos em prol de um objetivo em comum, e os condomínios Allore Vila Romana, Ápice Santana, Humanari, Central Park Moóca e Reserva Jardim se uniram com todas as forças de seus membros.

No dia 12 de agosto, vitória. O movimento FORA CYRELA resultou em nossa vitória, e finalmente, o condomínio Ápice Santana começou a ter vida própria. Síndico novo eleito, trocamos imediatamente todos os prestadores de serviços colocados aqui pela Cyrela, que cobravam valores impraticáveis no mercado, por serviços porcos. Exterminamos os ratos (os bichos mesmo, não é metáfora), contratamos uma nova administradora para o condomínio e passamos o mês de setembro colocando a casa em ordem. Foi em setembro também que decidi fazer o aniversário das criancinhas Hummel, e o tema escolhido para este ano foi o Bob Esponja. Em setembro, recebemos o condomínio Viva no nosso grupo, que já somava algumas vitórias.

Quando outubro chegou, tivemos nosso condomínio invadido por bons prestadores de serviço, reduzimos os custos absurdamente, e passamos a ter paz, alegria e união por aqui. Acredito que tenha sido o mês mais agitado com festas, almoços, jantares, confraternizações.

Novembro não aconteceu. Não passou. Literalmente voou. Foi um mês muito importante para nós, pois finalmente conseguimos escriturar nosso apartamento, e o ciclo Cyrela nas nossas vidas acabou definitivamente. O último vazamento do ano começou a ser consertado no Solar dos Hummel, os armários estragados foram trocados, decoramos a casa para o Natal para aguardar dezembro.

E como não poderia deixar de ser, dezembro foi um mês vitorioso. Primeiramente, comemorei a saúde das criancinhas Hummel, que finalmente saíram daquele ciclo mensal de uso de antibióticos. De um ano que começou difícil, galgamos conquistas mês a mês, e comemoramos este último com diversos almoços, jantares, churrascos, festas, encontros e coroamos o fim de ano com a realização do meu sonho. Passamos o antes, o durante e o depois das festas natalinas em um cruzeiro marítimo pela costa brasileira, saindo de Santos, com destino à Santa Catarina, outra pelo Rio de Janeiro e volta ao nosso lar doce lar. Dos condomínios que lutaram pela liberdade contra a Cyrela, falta a carta de alforria apenas para nossos amigos do Central Park Moóca. E que venha 2011!

Saldo do ano: POSITIVO
Aprendizados: MUITOS
Desejos para 2011: SAÚDE, PAZ E AMOR NO CORAÇÃO

Um comentário:

  1. Oi Úr.
    Que balanço legal hein, mts vitórias em meios a algumas derrotas, mas Deus é fiel.
    Que bom que seu natal foi legal.
    Beijos

    ResponderExcluir