segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Expatriados

Definição: indivíduo que encontra-se fora do seu país de origem.

Motivo de estar fora de seu país de origem: busca de uma vida melhor, busca de conhecimentos de qualidade, busca de crescimento pessoal, etc.

Nos dias de hoje, é muito mais comum do que outrora, sair do Brasil (aqui, especificamente vou focar estes expatriados).

Durante dois anos, morei fora do meu país de origem. Saímos, eu, Toruboi e Bibizoca, em busca de uma vida melhor. A empresa que Toruboi trabalhava era uma multinacional européia, uma das maiores no mundo dentro da sua área de atuação. Primeiramente fomos para Santiago, Chile. Apesar de amar aquele país, sofri muito por um único motivo: comida. Foi difícil encontrar o alho para cozinhar o arroz com feijão com gostinho daquela comida a qual crescemos habituados a comer. Lembro-me que vizinhos batiam à minha porta para perguntar do que era aquele cheiro tão bom. "Porotos". Ou "frijoles". Para os brasileiros, simplesmente feijão.

Depois do Chile, fomos para Portugal. Sonho de consumo número 1 do brasileiro que tem um pouco de ambição: morar na Europa. Imagina ter este sonho realizado com tudo pago: passagens aéreas na classe executiva, apartamento de alto-padrão, qualquer escola paga integralmente aos filhos, assistência médica ilimitada em qualquer lugar do mundo. Assim chegamos na Terrinha.

Eu, Ferreira de Almeida por parte de mãe, Vieira Lemos por parte de pai. Marido, Vasconcelos Quinteiro por parte de mãe, e Bernardino Hummel por parte de pai. Como pode-se perceber, nossa árvore genealógica é bastante portuguesa, apesar de carregarmos apenas a parte alemã da família do Toruboi.

Jamais imaginávamos sofrer os preconceitos e discriminações que vivemos naquele país. Portugal é um país lindo para viajar a turismo. O povo de lá acolhe brasileiro turista com amor, alegria e carisma. Contudo, morar lá são outros quinhentos. Fomos discriminados e maltratados, e por isto, voltamos. Mas não que no Brasil as coisas fossem diferentes. Aqui, só estávamos livres da xenofobia.

Conheço pessoas por este mundão afora. Tenho amigos morando em várias partes do mundo. Alguns foram e ficaram; outros foram e voltaram pra cá. Fico enlouquecida com o clichê: "o Brasil é o melhor país do mundo". Se é o melhor, por que é que você foi embora? Para se torturar?

O Brasil está muito longe de ser o melhor país do mundo. E se ele fosse tão bom, ninguém daqui saia. O que acontece, é que quando estamos fora, sentimos falta de conhecer cada lugar, cada restaurante, o bom clube, a boa academia, os melhores lugares para compras. Sentimos falta dos laços, dos vínculos, não do país.

Estamos muito longe de viver no Brasil como um país decente. Sinto-me profundamaente envergonhada quando vejo cenas como a que vi hoje no Jornal Nacional: um morador do Complexo do Alemão, trabalhador (desempregado), que teve o dinheiro da sua rescisão trabalhista ROUBADO por policiais que invadiram sua casa em busca de drogas, de armas, de dinheiro ilícito. Ele mostra o documento que comprova  a legalidade daquele singelo valor que tinha em casa para manter sua família até encontrar um novo trabalho. Este é o país o qual quero me expatriar, para não voltar nunca mais.

6 comentários:

  1. Eu concordo com tudo.
    Não acho que o melhor país do mundo seja o Brasil, ele pode ter a melhor comida do mundo, as melhores companhias do mundo, mas não é nem de longe o melhor lugar do mundo para se viver, eu amo a Irlanda, sou brasileira com orgulho, mas apesar da saudade de ALGUMAS coisas, na balança a vida por aqui ainda ganha, pela segurança, pela educação e pelas facilidades em alguns aspectos primordiais....

    ResponderExcluir
  2. Eu detesto policial, mas vou fazer o advogado do diabo. Quem garante que esse dinheiro foi mesmo roubado? Quem garante que o desempregado, com a malandragem brasileira que é mundialmente conhecida, não gastou e aproveitou das outras reclamações de moradores sobre as invasões para colocar a culpa nos policiais? Quem garante que não foram bandidos que o roubaram, ao passarem pela casa dele procurando esconderijo? Não da pra acreditar em tudo o que se vê, infelizmente.

    Eu não tenho vontade de voltar pro Brasil, mas so pq as coisas ai não funcionam. O Brasil é sim um dos melhores lugares do mundo, quando se tem muita grana. Quando não se depende de transporte publico, de saudade e escolas publicas, de segurança publica. O dia que o Brasil tiver tudo isso, eu volto, com orgulho. E ainda doi banana pra esse bando de francês frio, morto, sem carisma nenhum.

    ResponderExcluir
  3. Mi...sua briga é pessoal com os françolas. Bora pra Dublin. Dizer que o dia que o Br tiver saúde decente, escola e blablabla é o mesmo que dizer pra um cara que vc só namora com cara feio que só namora com ele qd ele for bonito e rico...

    ResponderExcluir
  4. Nossa, resolvi passar por aqui e vi minhas opiniões sobre o BR. Ñ posso dizer qto a outros países, e tbm ñ acredito q viverei o suficiente para conhecer, mas dizer q o Br é o melhor país do mundo??????????????
    Isso quem dv falar são os políticos, bandidos, sequestradores, ladrões, traficantes, assassinos.............
    Para o povo do bem, q trabalha para viver, ñ existe esperança.

    ResponderExcluir
  5. O lance é morar no Alaska...chupar gelo todo dia, assim a gente não engorda e pode ficar deitado no iglu curtindo a preguiça....

    ResponderExcluir