quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Sobre estresse

Já que estou vivendo meus dias de Isaura, prefiro levantar cedo da cama e ficar logo livre das obrigações. Tenho até a sensação de que meus dias rendem mais. Ainda não conheci alguém que viva com a empregada o casamento perfeito. Gente estranha em casa enche o saco, mesmo que a tal gente estranha já esteja há anos na família. Como sei que vou ter que levantar e faxinar, mando bala, e acabo ficando com a casa livre para mim a tarde toda. Hoje, antes das 10, já estava com todas as minhas obrigações "faxinísticas" zeradas. De modo que pedi à minha patroa, ou seja, eu, folga o resto do dia.

Lá fui eu para a padoca. Fiquei até quase duas da tarde tomando café da manhã com uma amiga muito querida e as horas de conversa me fizeram muito bem. Fizeram com que eu colocasse um pouquinho a razão em ordem, pois tem vezes que nem eu mesma aguento a minha emoção. Uma das nossas pautas foi o estresse. Chego em casa agora para assistir o meu amado, idolatrado, salve-salve programa Happy Hour, na GNT, e qual é o tema? Estresse.

Há tantos motivos para que um indivíduo se estresse, que seria massante tentar enumerar. Claro que também há a peculiaridade, o que estressa José, pode fazer Maria feliz. Eu tenho várias coisas que me estressam:

0. Trânsito.
1. A falta de comprometimento das pessoas.
2. Atraso. ODEIO.
3. Música alta.
4. Grosserias.
5. Trânsito.
6. Telefone tocando. Aqui, especialmente, preciso fazer um adendo. Telefone tocando me irrita. Acho que telefone é um instrumento que deveria ser usado apenas em caso de emergência. Vivemos num mundo onde tudo é corrido, e as pessoas estão sempre ocupadas. Quando o telefone toca, perdemos o foco do que estamos fazendo para dar atenção à conversa. Pronto, perdi a linha de chegada e vou ter que começar tudo de novo.

E você, o que te estressa?

Temos que ter atenção às coisas que nos estressam e pensar naquilo que nos felicita, que nos satisfaz, para tentar reverter o jogo. Fica a pergunta: é possível?

Uma coisa que me ajuda muito nos momentos de estresse é assistir novela. Pena que nem sempre que estou estressada, posso me dar o luxo de parar a frente da televisão e, melhor ainda, ter "aquela" novelinha sagrada me esperando na telinha. A solução é contar até 10, até 100, até 1000, respirar fundo e seguir em frente. Afinal, é comprovado que estresse mata. Morri.


Um comentário:

  1. mais facil perguntar o que nao me estressa. o tic-tac de relogio me estressa muito, transito, garçom que demora pra trazer a conta, os franceses, gente mal educada, internet fora do ar, quando acaba o sorvete, quebrar a unha, querer escrever um texto bom no blog e estar sem inspiraçao, minha insonia, choro de criança..até o léo me estressa!

    ou seja, sirvo de exemplo p ngm e vou morrer cedo. velha chata eu!

    ResponderExcluir