quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O dia em que descobri que fui trocada na maternidade

Sempre me achei um pouco diferente. Nunca pareci nem com minha mãe, nem com meu pai. Como nunca conheci os vizinhos dos meus pais, da época em que eu nasci, então, nunca tive identidade com ninguém. Até que minha filha nasceu, e todos dizem que ela é parecida comigo (e dou graças a Deus) e penso: que bom, alguém se parece comigo, já que eu não me pareço com ninguém.

Até que um dia... numa manhã qualquer, estou eu na administração do condomínio conversando com uma moradora. Chegaram mais duas moradoras, e nossa conversa se dispersou. Até que uma delas me conta que é obstetra, do hospital do servidor público Estadual, aquele no qual eu nasci. Naquele momento, como que num flash de cinema, minha memória rebobinou trinta e seis anos. 

Consegui visualizar o exato momento em que me pegaram no berço e me tiraram de uma família tradicionalíssima (e rica), para me colocar no bercinho que marcava: "Úrsula de Almeida Lemos". Tudo porque nasci feia. Fui rejeitada por minha própria família biológica, e perdi a chance de ser rica.

Tudo bem, pelo menos fui trocada e colocada em uma família de malucos. Pois só louco para ter um papo como este!

5 comentários:

  1. Eu torcaria todo dinheiro do mundo pra ter um irmão como o ernani.

    ResponderExcluir
  2. Pandoca,
    Tenho lido mas não tenho conseguido comentar pelo celular.
    Conectei no PC só pra te dizer que Sim, vc é uma maluquete amiga!
    Mas é a minha maluquete preferida!
    Aproveitando, amei as fotos da familia reunida pra receber seu irmão e o post sobre as "barrigas de grávidas".
    Tb curti sobre o "mago"; morro de vontade e de medo, então, pelo sim pelo não, nunca fui em nenhum...rs Pra não dizer que nunca tive a experiencia, o namorado de uma amiga leu alguma coisa pra mim (nem lembro se foi a mão ou se foram cartas) quando eu era adolescente; ele disse que eu ia me casar, depois me separar e que meu segundo marido seria o "de verdade", que teriamos um negocio juntos, acho q era isso. Se considerar o relacionamento maluco q tive antes do Ed q foi qs um casamento, o Ed seria o 2º marido e com ele tenho um negocio. Prefiro acreditar assim! rs
    Bjs!!!!

    ResponderExcluir
  3. wow! e agora ainda vi o recado da Mi... caraio....

    ResponderExcluir
  4. hahahaha boa pandinha, o meu caso foi diferente depois dos 30 anos o "destino" me chutou pra ilha do lost haha bjuus

    ResponderExcluir