quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Delírios de uma Panda

Estou numa fase totalmente down. Tão insuportável, que nem eu mesma estou me aguentando. Comecei a fazer regime pela enésima vez em oito anos. Sinto-me impotente por ter recuperado cada quilo perdido, sinto-me fraca por não ter coragem de fazer logo uma cirurgia do estômago, sinto-me perdida por ter tantas festas e saber que AMO comer, mas terei de comer pouco para o resto da vida!

Entre meus devaneios, vem mais uma vez o questionamento sobre amizades. Já sofri tantas traições na vida, que tenho medo de me aproximar das pessoas. Isso é péssimo, mas é o que faz parte do meu eu hoje.

Fico pensando em tudo que estudei na vida, e o que estou fazendo hoje? Pensando no que estudar. Para quê? Não sei. Não consigo ficar em casa, preciso produzir. Por enquanto, só produzo idéias, uma mais louca que a outra. Queria ser mais corajosa, mais ousada, menos medrosa, menos covarde. Queria mergulhar de cabeça em cada uma das minhas loucuras, pois, quem sabe, um dia uma delas dá certo!

Sem contar que existe a instabilidade. Daqui dois anos, tudo vai ser diferente. Então porque vou investir agora, para viver uma reviravolta muito em breve?

Nos últimos nove anos, muita coisa aconteceu, e minha vida se transformou por completo. Onde será que estarei daqui nove anos? O que estarei fazendo?

Esteja onde estiver, quero estar junto do meu porto seguro, minha família: marido Toruboi e criancinhas Hummel. Seja onde for, mas sendo com eles, sei que conseguiremos remar sempre até o próximo destino.

3 comentários:

  1. Nossaa! Que desabafo!
    Mas acho que isso eh fase e passa.
    Espero que fique bem logo e que a dieta surta efeito e que te faca bem feliz !

    beijoca

    ResponderExcluir
  2. A loucura e a inquietude são boas... ajudam a sair do conforto e buscar o novo. Acho que vc tá no caminho certo...
    love you
    bjoca

    ResponderExcluir
  3. como é simples gostar de voce ! voce tem questinamentos, alegrias, buscas, tentativas, caramba : VOCE É NORMAL ! gosto muito de ser sua amiga; acredita que existe gente que precisa fazer análise pra chegar perto da normalidade inquietante da vida, que leva todo mundo a crescer de alguma forma ? bjs, espero estar lá, não sei onde, daqui nove anos com voces!

    ResponderExcluir