sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Como o Papai Noel sabe o que se faz por aqui?

O Peteleco tem, nos últimos dias, exercendo sua autonomia. Pode ser que ele esteja amadurecendo a idéia de que não é mais bebê, uma vez que vive tentando "ganhar" todos os outros membros da família, alegando que é o "mais pequeno". Como viu que não cola mais, resolveu crescer. Aprendeu a colocar o cinto de segurança do carro sozinho, já desce a rampa da escola sem que eu tenha que levá-lo pelas mãos, toma banho sozinho, lava o cabelo, o bumbum, e até atrás da orelha. Como já é um homenzinho, decidiu que era hora de ganhar um novo Bakugan. Enumerei para ele quantas coisas faço todos os dias e não ganho nenhum prêmio por meus feitos. Deixei-o na escola e voltei pra casa.

O dia acabou, fui buscá-lo na escola e ele entrou no carro filosofando:

"nossa mamãe, o Papai Noel é bom mesmo né?"
"claro filho, ele é um velhinho muito bom."
"nossa mamãe, no outro Natal eu só pedi um pinguim de pelúcia de presente e ele me trouxe dois pinguins, todos os meus Max Steel e uma bateria."
"filho, o Papai Noel olha lá do Pólo Norte e fica anotando no caderninho dele se as crianças estão obedecendo, se comportando, comendo tudo, não fazendo manha. Aí ele anota pontos para tudo que as crianças fazem e você ganha mais presentes se ganhou muitos pontos."
"mas mamãe, como ele consegue ver todas as crianças do mundo? quando ele não era Papai Noel, ele se comportou e ganhou muitos olhos de presente porque se comportou bem, aí ele consegue ver todas as crianças do mundo todo?"

O que salva as mães das suas invenções, muitas vezes, são outras invenções. Naquela hora, em meio ao trânsito de final de dia e saída de escola, percebi que o Homem Aranha escalava um prédio, mas as criancinhas Hummel não conseguiram vê-lo a tempo... que pena!

Um comentário: