quinta-feira, 10 de junho de 2010

Reflexões

Em um casamento, se uma das pessoas chega ao topo do castelo e outra chega ao fundo do poço, nehuma delas alcançou o ápice ou o nadir sozinhas; quem sabe enquanto alguém segurava a escada para outrem subí-la, alguém caia sem nenhuma mão para ajudar a segurar. Casamento é algo para ser vivido entre duas pessoas, através do interesse mútuo de uma pela vida da outra, através do cooperativismo. É preciso entender o que um sente, é preciso conhecer o outro lado, pois tudo tem duas faces. Quando acaba a relação, é fácil ver os torcedores de um único time se dividirem ao verem sua equipe também se dividir. Cada um toma o seu partido, de acordo com aquela imagem que lhe está mais explícita. Há culpado ou inocente? Não. Todos são culpados. É culpado aquele que se preocupou egoistamente em subir um degrau todos os dias. É culpado aquele que se viu caindo e continuou caindo, preocupando-se apenas em ver seu grande amor subir. Isto é amor? Como é possível amar alguém, se não se ama a si próprio?

2 comentários:

  1. Tô lendo de cima pra baixo... mas tô vendo que o nível aqui tá subindo. Bem melhor que perder seu tempo falando da gloriosa Cyrela.. hehehehe
    bjunda

    ResponderExcluir
  2. Fala sério MV, vc AMA ouvir histórias da Cyrela... tenho várias nas mangas!

    ResponderExcluir