quarta-feira, 16 de junho de 2010

Dica de português

Segunda-feira, estava lendo o blog "Colcha de Retalhos", que sigo desde a inauguração, e que muitas vezes traz coisas bem legais. As redatoras (sim, AS, pois é formado apenas por menininhas) fizeram uma maratona para o dia dos namorados e várias leitoras postaram dicas de artesanato, receitas, histórias de amor. Tirei um período para ler tudo de uma vez só. E fiquei impressionada com o número de vezes em que as pessoas escrevem o advérbio MAIS, quando na verdade precisam usar a conjunção MAS. Vamos aos babados:

- a conjunção MAS é usada para uma situação adversativa (talvez seja por isto que é chamada de CONJUNÇÃO ADVERSATIVA); pertence àquele famoso grupinho que temos que decorar na (antiga) sétima série: MAS, CONTUDO, PORÉM, ENTRETANTO. Pensem comigo: eu digo para o Mané: "Nossa, você é tão bonito, mas pena que...". Quando surge qualquer conjunção adversativa, já sabemos que a segunda oração do período trará uma idéia contrária à primeira. Consegui explicar?

- o advérbio MAIS dá a idéia de junção (um mais um é igual a dois), de intensidade (a roupa mais bonita da festa), e também pode ser usado como pronome adjetivo que modifica o substantivo (mais vezes).

Para não complicar, basta lembrar que o MAS, sem o I, é aquele usado por gente que reclama de tudo: "adoro meu apartamento, MAS os problemas que enfrento por aqui me esgotam..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário