sexta-feira, 21 de maio de 2010

Vida comum: não é comigo

Recebi emails, comentários e até direct message no twi querendo conhecer minha história de casamento em um dia. Então vou contar minha história:
"Era uma vez, eu. Casei-me aos 18. Separei-me aos 25. Grávida de 2 meses. Assumi minha filha sozinha (eu e as nove babás que ela teve até seu 9o. mês de vida). Um belo sábado de maio, estava trabalhando em casa. Em meio ao trabalho, entrei na sala de bate-papo da UOL. Conheci o Toruboi, mas não estava interessada nele. Estava arrumando o Toruboi para namorar a madrinha da bebê, que já tinha dois anos. Foi dia 18 de maio de 2002. Toruboi estava no fim de um casamento de quase sete anos e ao final daquele mês, o casal, que já estava separado de corpo há um ano e meio, separar-se-ia de casa. Dia 7 de junho foi meu aniversário e comemorei com uma grande festa no Gallery. Convidei Toruboi, que não quis ir. Disse ele depois que me queria com exclusividade. No dia 15 de junho, convidou-me para um cinema. Foi me buscar em casa. Quando o vi dentro do carro, foi amor à primeira vista. De ambas as partes. Depois do cinema rolou uma pizza, na minha casa. E depois da pizza, dormimos. E quando acordamos, desfrutamos da sobremesa. Naquela noite ele voltou. E na outra. E na outra. Nunca mais nos separamos. O casamento no civil aconteceu um ano e meio depois, quando morávamos no Chile. Só que nem eu e nem ele pudemos comparecer. Recebemos a certidão de casamento por Sedex, sete dias após a data do casório, 31/01/2004. E vivemos felizes para sempre. Colorim colorado!"

9 comentários:

  1. adorei sua história! parabéns!!! realmente estava curiosa pra saber como foi esse casamento em um dia!

    ResponderExcluir
  2. conheci meu namorado pela net tb. Legal sua estória.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Gabi, obrigada pela visita!!! Agora sua curiosidade acabou!

    Érika, a internet é bem melhor, dá pra selecionar sem comprometer...rs... logo é o seu casório! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Que bonitinho!
    Quando tem que ser, é! :)

    ResponderExcluir
  5. eu estava lá e vi tudo desde o começo...

    ResponderExcluir
  6. Cleidoca, satisfação em tê-la por aqui! É, até a Xuxa já disse, tudo que tiver que ser, será...

    ResponderExcluir
  7. MV, gçs à sua saída repentina naquele dia que o destino deu uma empurradinha nas coisas...

    ResponderExcluir
  8. Muito legal a sua história!!
    Adorei!!

    Beijocas

    ResponderExcluir
  9. Ká, conta sua história também! Beijos

    ResponderExcluir