terça-feira, 25 de maio de 2010

Dica de português

Seria muito banal da minha parte abrir uma das tantas opções de gramáticas que temos e ficar buscando o que dizer no blog. Estou buscando colocar aqui erros que vejo as pessoas cometerem e registrando o alerta. Assim, falarei hoje sobre o verbo ASSISTIR.
Para fazer uma mínima observação no uso de um simples verbo, preciso de uma introdução, abordando um assunto que muitas pessoas não gostam: transitividade do verbo.
O verbo é transitivo (transita) quando precisa de um complemento para ter sentido completo. E intransitivo quando o verbo sozinho diz tudo. Costumo dizer aos meus alunos que o verbo intransitivo é super poderoso, não precisa de ninguém ao seu lado. Claro que qualquer poeta pode mudar a transitividade de um verbo em meio aos seus versos, mas aí é outra história. Sendo transitivo, o verbo então pode ser direto, quando não existe preposição entre ele (o verbo) e o objeto direto. Ou transitivo indireto, quando necessita de uma preposição que "leva" o verbo até o seu complemento. Voltemos ao verbo ASSISTIR.
Quem assiste, assiste alguém. No sentido de dar assistência a uma pessoa. "Eu assisto meus filhos nos deveres escolares". Contudo, quem assiste, assiste à alguém ou à alguma coisa: "Eu assisto aos meus filhos nas apresentações das festas juninas". Quando usamos o verbo ASSISTIR no sentido de ver, observar, ele tem transitividade indireta, portanto, precisa sim de preposição. "Eu assisti Ao programa de televisão".
Agora com licença, vou assistir minha empregada nos afazeres domésticos, para poder assistir ao meu programa favorito logo mais.

2 comentários:

  1. Muito bem Úrsula.... rs!
    Este erro com certeza já devo ter cometido no meu blog algumas vezes..... Obrigada pela informação flor!
    Bjosssssss

    ResponderExcluir
  2. Ana, VIVA o português correto! Beijo grande

    ResponderExcluir