domingo, 11 de abril de 2010

Puta que pariu é palavrão?


Nossa casa não é um lugar imaculado, mas também não é um local onde as pessoas têm o hábito de falar palavrão. O máximo que solto umas "muitas vezes por dia" é um tal de puta que pariu. Minha filha com 10 anos e o pequeno com 4, já sabem que, apesar de não ser palavrão, não é algo bonito de se dizer, a mamãe só diz para expressar raiva, nervosismo, insatisfação ou algo ruim. Hoje fomos almoçar naquela cantina que AMODEPAIXÃO lá no Pacaembú. Eis que estamos voltando pra casa e meu filho solta, sem nenhum erro fonético, um PUTA QUE PARIU hiper super mega sonoro. Marido, bravo como ele só, virou para trás e começou a repreender a pobre criança. Eu fiquei sem reação. Foi a coisa mais engraçada que já ouvi. Meu pai deve ter se remexido no túmulo de orgulho de ter um neto tão boca suja. Meu irmão terá as calças molhadas pela alegria de saber que seu sobrinho/afilhado é um moleque tão maloqueiro. Ok, sei que não foi legal, mas foi a espontaneidade da criança que tornou a cena hilária. A propósito, não tenho idéia de qual foi o motivo que o levou para PUTA QUE PARIU...

2 comentários: