terça-feira, 20 de abril de 2010

Papo de bêbado


Quem gosta de Campari? Eu não bebo, já disse que minha única droga é a comida. Só que já senti o gosto de Campari, uma bebida com gosto amargamente peculiar. E que se fosse ruim como tanta gente prega, a bebida não estaria completando 150 anos. É isso aí, um século e meio de amargura. Tiro o chapéu para uma marca que consegue ir tão longe. Para comemorar, foi convidado nada menos que o artista pernambucano Romero Brito para desenvolver o rótulo comemorativo, em edição limitadíssima. Quem não sabe de quem se trata, PELAMORDEDEUS, coloca o nome do cara no Google e descobre. É um dos ícones da arte contemporânea. Eu, particularmente, AMO o seu trabalho. E como sou V.I.P., ganhei uma garrafinha da bebida, da tal edição superultramega limitada. Não é pra qualquer um. Esta, guardarei por gerações, para leiloar daqui alguns anos. Minha chance de ficar rica!!!!!

2 comentários:

  1. Essas gerações talvez durem só até setembro. Não gosto de campari, mas posso beber só de sacanagem. Minha chance de ficar bêbado...

    ResponderExcluir
  2. Pô, lembrei de vc no dia da assembléia do condomínio... tinha um cara que deve ter assaltado a fábrica de Campari, tamanha manguaça que o FÉLA se encontrava... afe...

    ResponderExcluir