terça-feira, 20 de abril de 2010

Contando carneirinhos. E tudo mais que aparecer pela mente...


Minha habilidade para os números sempre foi muito natural desde pequena. Enquanto me esforçava para ser uma ótima aluna nas letras, levava a matemática como uma brincadeira. Tem gente que abomina a mãe das ciências exatas, e confesso que ela não é minha grande paixão, é só uma facilidade natural que tenho. Já as letras, de tanto sofrimento para entender as análises sintáticas da vida, resolvi anos mais tarde ir para a faculdade para entender definitivamente o universo das palavras e seus mistérios. Deu certo. Só que continuo vivendo dos números. Faço contas de tudo, sempre de maneira rápida, adoro uma planilha de Excel, gosto de planejamento financeiro. Minha maior paixão, porém, é contar. E desta vez não tem nada que ver com contas. Apenas contar. Como sofro de insônia, passei anos da minha vida testando os carneirinhos na hora de dormir. Mudava a cor deles, desenhava estampas nos meus carneirinhos imaginários, imaginava cada carneirinho que passava pela cerquinha de um tamanho diferente. Continuava acordada. Até que comecei a contar outras coisas. No afã de pegar no sono rápido, contava quantos alunos tinha na sala de aula, de quantos eu sabia o nome completo, quantos professores eu tive na vida. Passei para o mundo da televisão. Contei quantas novelas eu já assisti, os personagens de cada uma delas, os personagens de uma série de tevê. Fui para os moradores do condomínio e contei quantos eu conhecia, quantos moravam, quantos não moravam. Ok, concordo quem chegou a conclusão, neste momento do texto, que sou definitivamente maluca. Eu também contei isto: quantos malucos existem na família. A conclusão? Meu caso ainda é leve, mas pode ser contagioso. Cuidado.

2 comentários:

  1. se vc vier pra nossa ilha, vai conhecer ovelhas que têm mesmo a bunda pintada de cores diferentes. é uma tática pra pegar o bicho de volta se ele passar para a fazenda do vizinho.

    sobre a tática pra dormir, sugiro mudar. conte, e faça, algumas sessões de flexão de braço, abdominais e mais alguns exercícios. vais sonhar sem tempo de contar mais nada....

    ResponderExcluir
  2. Caraka, simbora logo... cansei. Dá pra ir praí???? To indo... peraí... mais um pouquinho... chega de dia de índio 365 vezes no mesmo ano...

    ResponderExcluir