domingo, 28 de março de 2010

Qualquer minuto faz a diferença


Dia desses liguei a televisão e parei no GNT. Passava o programa da Astrid e no exato momento, um artista (que não sei quem é) contava sobre uma experiência interessante da sua vida. Um dia, na adolescência, chegou a conclusão de que estava apaixonado por uma mulher e decidiu pedi-la para namorar. Era um sábado ensolarado e a vontade de surfar falou mais alto. Desceu até o litoral, passou o final de semana curtindo as ondas e voltou no domingo a noite para iniciar aquele que seria o romance da sua vida. Só que a moça tinha sido pedida em namoro no sábado a noite e com aquele namorado casou e teve filhos. O artista em questão ficou a ver navios.

Como um segundo faz diferença nas nossas vidas. Na minha busca por alguém para trabalhar em casa, parei na janela e perguntava por alguém para qualquer pessoa que passava pelo condomínio. Na quinta-feira, a funcionária da minha vizinha veio em casa e disse que tinha uma prima para trabalhar. Disse a ela que a prima poderia começar no dia seguinte, assim, às escuras. Na mesma quinta, ao fim do dia, consegui a pessoa para começar na sexta. E a prima me liga na sexta, por volta de 11 da manhã. Era tarde. Deu dó, pois ela disse que precisava muito trabalhar. Mas quis aproveitar aquela sexta-feira para resolver suas pendências no último dia livre. E assim ficou sem o emprego.

Não podemos deixar nada para amanhã, principalmente quando se trata de coisas importantes. O momento é sempre aqui e agora!

2 comentários:

  1. Concordo! Mas acho que qdo a gente se esforça sempre, as oportunidades perdidas acabam dando lugar a recompensa maior no futuro. Agora, se a gente perde a oportunidade por pura vadiagem...

    ResponderExcluir
  2. Vadiagem???? Pára... to rodeada dela...

    ResponderExcluir