quinta-feira, 25 de março de 2010

Procura-se pela verdadeira Rose desesperadamente


A empregada "Danete" chama-se Rose. E como ontem praticamente não fiquei em casa, só hoje soube de mais histórias da Rose. Ela saiu da casa anterior onde trabalhava, pois disse que a patroa negava comida a ela. O que não foi o meu caso. Só pedi para que ela não comesse os lanches das crianças. Ela conversou com o Peste antes de ir embora e disse para ele que na casa onde trabalhava, tinha patrões maravilhosos e sentava-se a mesa para comer com a família. Mentira dela. A empregada da Margarete, que me indicou a "Danete", tem tais regalias na casa e a amiga, por inveja ou loucura, incorporou um personagem. Fico na verdade com dó, com pena de pessoas bipolares. Não bipolares como eu ou tantos outros doidos que há por aí. Bipolares psicóticos! Enfim... this is my life!


Na verdade, eu sempre AMEI os Jetsons e sempre sonhei com aquele mundo MARA em que eles vivem. E descobri que para que a felicidade de uma família seja completa, basta termos uma Rose em nossas vidas. Mas não uma Rose Danete...

2 comentários:

  1. Empregada Danete foi tuuuuudo...................rsrsrsrsrs

    Vc mimata de rir................uahuahuhuahuahuauaha


    Bjooos

    ResponderExcluir
  2. Amiga, em casa já teve empregada Danete, empregada Bolacha, empregada Cama, empregada Banheiro (a última), empregada Celular, mas empregada Porka foi meu récorde!

    ResponderExcluir