quinta-feira, 25 de março de 2010

Pequenas poças d'água que levam carros


Estava quase na hora de sair para buscar as crianças na escola e levá-los ao inglês. De repente, tudo escureceu. Fechei as janelas dos quartos. A Dita Úrsula já tinha lavado as sacadas, limpado os quartos das crianças e os banheiros dos dois. Deixei o Peste pintando uns arremates na sala e cá vim eu me aventurar. Passei na padaria e estava saindo uma ciabatta quentinha. Recheada com presunto, queijo e alface. Super saudável. Comprei para mim e para as crianças, claro que acompanhando uma boa Coca. Cheguei na porta da escola e tive de subir na calçada, tamanho o alagamento. A CBN anunciou: chove forte nas Zonas Oeste, Sul e região Central de SP. Na Zona Norte, pequenas quedas d'água. Senhor, o mundo caia sobre minha cabeça e a jornalista chamando de PEQUENAS QUEDAS D'ÁGUA? O que serão grandes quedas? Consegui colocar os pintos, digo, os filhos dentro do carro. Mas não dava para chegar até a escola de inglês, que fica no topo de uma subida. Senhor (parte 2). Chegamos. Eles engoliram o delicioso lanche. E ainda bem que trouxe meu computador para narrar este episódio e fazer com que o tempo passe mais rápido. Ah, em tempo. Tirei hoje uma foto do Peste. Mas por praga dele, não acho o cabo para transferir a foto para o computador. E o leitor de cartão deste computador precisa de um adaptador para o cartão da máquina. Ou seja, vamos desfazer a mandinga do Peste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário