domingo, 7 de março de 2010

E o sábado foi... mais um sábado que se foi!


Acordamos oito da matina... nada mal para a família que madruga cinco e meia diariamente. Tomamos café e tínhamos de ir até a Yamamura. Família buscapé trocada, lá fomos nós. Ou tentamos ir. Além da chuva que caia em Sampa, tinha a fila do estacionamento. Demos a volta para tentar parar ao lado do Sujinho. Fila também. Demos uma volta no quarteirão e as filas nos 2 estacionamentos continuavam. Tive a idéia de irmos ao Páteo Higienópolis. Nossa, só quem é frequentador assíduo do Portelinha (*) sabe o que é pisar no Higienópolis. Passeamos um pouco, dei a sorte de achar pijamões para as crianças (aqueles que cobrem o corpo inteiro, igual macacão de bebê). Vale a dica para quem tem criança: a PUC está com um preço excepcional. Estes tipos de pijamas, além de serem difíceis de serem encontrados, são caros. A compra valeu o passeio. Hora do almoço, fomos até o Bon Grillé (que deveria chamar-se RUIM GRILLÉ). Achei os preços muito caros, mas marido disse que eram caros por ser o Higienópolis, e a qualidade era diferenciada. Oitenta reais para comermos no Bon Grillé. Eu desacreditei, mas tive fé de a comida ser boa. Era muito boa. Boa para se jogar no lixo. Um estrogonofe de filé mignon sem carne, um filé a parmegiana cheio de sebo, batatas fritas frias (será um novo prato?). Ainda bem que no 1o piso tinha uma loja da Haggen Danz, onde pudemos tirar aquele gosto de meleca da boca e experimentar os dois novos sabores recém-chegados ao Brasil: mascarpone com maracujá e trufas e outro de frutas vermelhas com sorbet de framboesa. MARA. Os dois. Mas ainda prefiro DE LONGE o sabor de Macadâmia. Saímos do Shopping e fizemos uma nova tentativa, em vão, de entrar na Yamamura. Estava pior que de manhã. Voltamos para casa, descansamos um pouco e lá fomos nós ao Portelinha, tentar comprar tênis para o pequeno. Tenho a sensação de que ter filhos é pagar uma conta diária ao fisco. Senhor, como gasta. Compramos três pares, pois encontramos uma boa promoção de tênis que duram pouco para criança que o pé cresce mensalmente. Ainda comemos uma pizza no Shopping e voltamos para casa. E assim se foi nosso dia. Fim.

(*) Pouco tempo atrás, a Rede Globo passou uma novela que tinha Portelinha. Como não assisti, não sei se era shopping ou favela. No caso, aqui no Lauzane/Mandaqui, a população chama de Portelinha ao Shopping Santana Park

2 comentários:

  1. Olha eu nao conheço nem o "portelinha" (alias nem sabia desse shopping, q mundo eu vivo mesmo? rs) e nem o Patio Higienopolis, pq veja bem, eu moro na ZL ne??? rs....
    O UNICO shopping q eu vou é no Analia Franco q fica do ladinho de casa...rs....praticidade e comodismo é meu nome e do marido...kkkk
    Menina, vc gastou 80 pila no Bon Grille???? Eu tb nao sou la mt fã de la não....uma vez pedi file de frango e ele era só gordura, sabe aquelas q vc mastiga e arrepia o corpo todo??? eeeeca.....rs
    Tomei Haggen Danz ontem.....huuuuum...é MARA e esses novos sabores ja estao na minha lista de desejos...kkkk

    Bjoooos e OTIMO domingo!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, o Anália Franco é um shopping super completo. Se eu tivesse um assim bem pertinho, também iria nele... o Portelinha é uma caquinha, mas é o que temos perto. Agora o Higienópolis é show, é cheiroso, tem gente bonita. Eu odeio gente feia. Já me basta o espelho...kkkk....

    Se vc gosta mais de doce, fique só com o sabor de Mascarpone... agora se seu paladar é pro azedo, manda bala no de Frutas Vermelhas... minha combinação com os 2 não foi muito feliz.

    Agora o Bon Grille foi a tristeza do nosso findi... oitenta pilas... marido quase chorou de desgosto... e eu de raiva!

    Beijokitas

    ResponderExcluir