segunda-feira, 22 de março de 2010

A obra inacabável do Solar

Acho que agora falta pouco. As portas de casa estão na fase final de pintura. Ok, é a 3a. vez que estão sendo pintadas as mesmas portas, mas é a última. Ainda não defini o que fazer em uma das paredes da sala. Marido acha que tem que ficar branca. Eu tenho certeza de que ela precisa de alguma coisa a mais. Mas o quê? Meus adesivos devem chegar logo, logo. Desisti de pintar os quartos das crianças. Também desisti do papel de parede do meu quarto. Agora só vou colocar o papel no lavabo (e quando digo "agora" quero dizer "neste exato momento em que estou escrevendo"). Os espelhos dos banheiros que estão faltando devem chegar nesta semana. Na semana que vem, chegam os da sala e do hall de entrada. Amo espelho. Se eu pudesse, moraria em uma casa espelhada. Danem-se os muitos quilos a mais que insistem em ficar colados no meu corpinho de sereia. Ainda estamos com o dilema armárioemboloradodocloset. Hoje, a Engenheira me disse que meu marceneiro está com preguiça de tirar o armário e, portanto, disse que o bolor vai sair. Que raiva. Nem no marceneiro se pode mais confiar. Hoje também começou a empregada nova. Passei a noite tendo pesadelos com ela, mas ela é muito mais esperta do que pareceu na "entrevista". Fico realmente com dó de uma empregada que começa a trabalhar em uma casa bem no dia em que estão sendo lixadas onze portas. A casa está uma poeira, uma sujeira, tudo branco e melecado. Amanhã colocarão a famigerada pingadeira/soleira na sacada. O cara pediu para comprar 2 sacos de argamassa. A moça que recebe o cheque disse que só um era o suficiente. Quem vou ouvir? O "Peste", que está pintando a casa e disse que é melhor comprar mais 20 quilos de argamassa. Ao todo? Vinte e cinco quilos. Valha-me Deus! Um dia tudo isso vai acabar e só sobrarão as histórias para darmos boas risadas. Enquanto isto, 'xeu ir comprar mais argamassa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário