quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Hoje acordei cedo e...

Peraí, deixa eu começar de novo: hoje eu acordei muito cedo e fui trabalhar. Quanto é muito cedo? 5h40 da manhã. Para o marido, é até um pouco tarde. Ele acorda uma meia hora antes disso todos os dias. Para mim, é demasiadamente cedo. Gente, como alguém acorda tão cedo, e pior, sobrevive. Como? Durante vários anos, acordar 5h20 para mim era normal. Seis da matina já estava na academia, de maiô, toca e óculos para cair na piscina. Depois ainda encarava musculação, aulas de dança, aeróbica. E isso só tem oito anos. Putz, como oito anos significa MUITO TEMPO. Hoje já não sou capaz de fazer o que fazia.

Enfim, acordei, tomei banho semi-frio (para conseguir abrir os olhos), me vesti, deixei as crianças prontinhas e fui para o trabalho. Ah, que delícia. Amo meus alunos, tenho o privilégio de dar aulas para crianças MARA! Inteligentes, cultas, bom nível social, educadas, empenhadas. Meus colegas de trabalho também são MARA. Uma equipe super empenhada, todo mundo se ajudando, todo mundo preocupado com o resultado final: a educação e a formação daquelas nossas crianças.

Só que nem tudo são flores. Acordei com dor de barriga. Alguém consegue fazer o número dois quando está com pressa para sair? Parabéns. Eu não consigo. Além da dor de barriga e do sono, ainda dormi sem placa de silicone na boca (furei a minha com os caninos) e tencionei os dentes à noite. Dor de cabeça na certa. Mesmo assim, dei seis aulas MARA e voltei para casa (ah, pedi demissão no colégio que trabalhava às quartas-feiras pela tarde).

Cheguei em casa, tomei um Naramig básico (putz, tinha quinze dias que não tomava nenhum, desde a minha última quase morte). Dormi. Trinta minutos foram suficientes para me renovar. Decidi levar as crianças ao cine. Enquanto aguardava a hora, fui comer castanhas de caju com o pequeno. De repente... veio minha irmã correndo: “o olho do Leleco ta inchando”. PQP, família de alérgico é F... toda hora temos de estar de olho, atentos, alertas. Ministrei imediatamente uma ultra super mega dose de corticóide nele. Depois de quatro horas, melhorou. Fomos ao cine ainda com o olhinho inchado.

Gente, QUE FILME RUIM. Assistimos ao HSM Brasil. Nunca vi coisa pior. Assisti aos 3 HSM americanos. AMEI TODOS. Mas o brasileiro é uma das coisas mais mal feitas que já vi na vida. Os atores são ruins. A produção é ruim. O texto é ruim. A fotografia é ruim. As músicas são ruins. A coreografia é ruim. Bom, claro que estou instigando as pessoas a assistirem a porcaria, para conferirem. Espero que sim, pois não acredito que eu consiga ter achado aquilo tão ruim assim SOZINHA. Me ajudem!
Agora serão OITO DIAS DE FOLGA. Preciso. Só voltarei a trabalhar quinta da outra semana. Oxalá! Preciso descansar, preciso cuidar das crianças, do marido. Preciso relaxar. Preciso esquecer os problemas do condomínio um pouco e VIVER A VIDA. Ah, em tempo, não assisto novelas (unfortunatelly!!!!). Mas lá vou eu para minhas séries favoritas. Até já!

Um comentário: