domingo, 28 de fevereiro de 2010

Alienação

Ninguém pode e nem deve se alienar de nada. Por mais que a televisão use e abuse de programas toscos, de uma programação chinfrim, é preciso saber o que se passa dentro dela, já que estamos falando da maior forma de entretenimento do brasileiro.

Já fui fã do BBB. O único que assisti do começo ao fim, porém, foi a quinta edição. Morávamos em Moema, havíamos acabado de chegar no Brasil. Assinamos a NET e ganhei o PPV. Naquela época, estudava Administração na UNIB e só ia para a faculdade a noite. Minha filha ficava o dia inteiro na escola e marido que a levava. A empregada só vinha depois do almoço. Como sempre acordei cedo, mas tinha de ficar deitada vomitando com a bacia do lado, a turma do BBB5 foi minha companheira.

Não assisto ao BBB10 por ser intelectual, como disse minha amiga semana passada. Fato é que nos mudamos e ficamos SETENTA DIAS sem televisão. Quem acompanha a epopéia do Solar dos Hummel sabe a história. Quando o cabo da NET finalmente chegou à minha residência, o BBB já estava meio caminho andado. E não tem graça assistir nada depois do início.

Novela sempre foi minha paixão. Só que a novela das 18hs não dá para assistir, hora de dar banho e janta. Das 19hs tampouco, hora de terminar o jantar das crianças e colocar para dormir. Das 21hs muito menos, hora que o marido chega e precisa conversar. Durante um bom tempo, assisti a novela da tarde, no Vale a Pena Ver de Novo. O problema é que para assistir a novela, perdia todas as minhas tardes. Quando fui estudar Letras na Uniban, decidi pela primeira vez fazer faculdade de manhã. Vendo novela a tarde. Não sobrava tempo para fazer outras coisas importantes e tive de abortar a novela. Deu uma tristeza...

Meu irmão e minha cunhadinha já vivem há dois anos em Dublin. E não têm televisão. Como? Não sei. Se eu sobrevivi setenta dias sem tevê com duas crianças em férias, eles sobrevivem dois anos. Agora, porém, decidiram comprar o eletrônico. Disseram eles para mim ontem que era para poderem assistir aos jogos da Copa. Eu acho que é mentira. Meu irmão ficou catorze anos vivendo dentro da televisão, entre a Globo e a Band. Agora é um cara multicanal. A internet não pode ser capaz de suprir a saudade. Na minha opinião, ele quer mesmo é assistir ao Jornal Nacional e matar as saudades dos tempos de redação. Já a cunhadinha deve estar ávida por uma novela...

2 comentários:

  1. Caraca...fiz um comentario enorme e mais uma vez deu erro por causa da minha internet de bosta...rs
    Eu amo o BBB...rs.....adoro. Mas nao sou bitolada e nem viciada assisto tb qdo dá e qdo o sono permite!
    Noevla só das 21, as outras nao tenho tempo tb e nem sei o nome das novelas....rs

    Sera q vai???? rs
    Ah seu irmao hein, q corajsoso, 2 anos sem TV??? Coraaaaagem...rs

    Bjooos

    ResponderExcluir
  2. Than, o blogspot está como tudo no Brasil... devagar, quase parando! Amiga, eu AMO novela, mas o dia de 35hs ainda está por vir... besitos

    ResponderExcluir