domingo, 21 de fevereiro de 2010

A triste vida de quem sofre com a insônia


Deitamos cedo ontem, como sempre, e começamos a ver televisão. Sempre tenho sono antes do marido, mas sem dúvidas ele dorme um sono muito mais saudável que o meu. Só quem sofre de insônia sabe o que é não ter uma noite de sono completa. Aliás, várias delas. Um dia, minha tia que é psicologia me disse que quem toma remédio para dormir não tem um sono completo, pois não completa todas as fases do sono. Achei que era papo de quem nunca teve insônia. Mas esta noite... ah... que delícia de sono. Em meio ao seriado que estávamos vendo (e que estava MUITO BOM), virei, dei boa noite pro marido e dormi. Eram dez e meia da noite. Fui até as sete da manhã de hoje. Sem fazer xixi durante a noite, sem ter sede, sem acordar quando o iPod desliga, sem me mexer. Acordei toda babada, parecendo bêbado no dia seguinte a ressaca. Acordei com um tremendo bom humor, uma vontade de abrir a janela e gritar: “EU DORMIIIIIIII”. Que delícia. Que meu dia seja tão bom quanto foi minha noite. E que Deus me permita ter mais noites de sono assim, tão saudáveis. Quem sabe não é a falta de boas noites de sono que faz tão mal para minha saúde?

Nenhum comentário:

Postar um comentário