quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Sonhos de uma vida de inverno ou verão ou primavera ou outono...


Meu irmão vai ao show do Paul McCartney. E a declaração pública dele em seu blog (http://www.madrugaemclaro.blogspot.com/) foi realmente emocionante. Cheguei até a fazer apostas comigo mesma, para ver se ele conseguiria ou não os ingressos. Na verdade, em nenhum momento duvidei, pois para minha cunhadinha, nada é impossível. Ela é capaz até de ressuscitar John Lennon para um show particular. Não duvidem. Aliás, apesar de ela ser excelente Jornalista, acho mesmo que estaria na profissão certa se fosse Relações Públicas. Está quase ali, ambas fazem parte da Comunicação Social.

Mas voltando ao meu irmão e a declaração dele. Fiquei intrigada. Ele disse que tinha três sonhos na vida: viver na Europa, fazer cinema e assistir ao show de um Beatle. Foi aí que viajei em meus sonhos.

Acho que a vida tem que ser feita de sonhos. Até a boa e velha Mocidade (carioca) já cantou que sonhar não custa nada. Realizar sonhos sim, custa e muito. Para cada sonho, existe sempre uma batalha pela vida. Acredito que por conta das batalhas travadas em busca das realizações dos sonhos, é que o sabor de vitória quando os mesmos se tornam realidade é mais gratificante.

Pensei nos sonhos da minha vida e de repente descobri que já tenho tudo que sonhei.

- Sonhava em ter uma carreira, ser uma executiva, viajar de avião, participar de reuniões, ter um trabalho importante, de status. Realizei.
- Sonhava em ter dois filhos perfeitos. Tive.
- Sonhava em viver fora do Brasil. Morei. Em dois países, em dois continentes diferentes.
- Sonhava em fazer faculdade de Direito, que para mim, era uma utopia. Fiz e, apesar de ter parado no quinto ano e não concluído, não concluí por ter descoberto não ser minha praia.
- Sonhava, desde os dezessete anos, em cursar Letras. Daqui três semanas estou formada.
- Sonhava em ter um marido bonito, trabalhador, que trabalhasse de terno e gravata, que fosse bom pai, que fosse bom marido, fiel, amigo, companheiro. Que entendesse as paranóias femininas, que secasse minhas lágrimas, mesmo quando não existisse nenhum porquê de elas existirem.
- Sonhava em ter uma casa própria. Durante toda a minha vida, moramos de aluguel. Meus avós viveram de aluguel, meus pais viveram de aluguel. Não só conseguimos nosso apartamento, como estaremos nos mudando nas próximas semanas para o apartamento dos meus sonhos, aquele com uma varanda enorme com churrasqueira, com um quarto legal para cada um dos filhos, com escritório, com dependência de empregada, com uma boa área de lazer. Foi o meu último sonho.

Será que a vida acabou? O que mais posso sonhar? Acho que tenho tudo que alguém precisa para ser feliz. Claro que sou muito estressada e preciso cuidar disso, para então, melhorar minha saúde. Mas se não fosse todo o meu estresse, não teria realizado tudo que sonhei para uma vida inteira, aos trinta e cinco anos.

Agora, vou deixar a vida me levar... eu só quero é ser feliz!!!!!

3 comentários:

  1. Nossa VEMCHA, tô com moral, hein!!!

    Vamos aumentar sua lista de sonhos porque é uma delícia realizar todos eles!!

    Se seu sonho é ser parente minha, logo logo será realizado heheh

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Tb tô em busca de novos sonhos. Essa vida tá uma moleza!

    ResponderExcluir
  3. VEMCHA e MV... eu tenho um sonho... utópico, mas cheio de esperança... NUNCA MAIS TER DOR DE CABEÇA... vcs podem sonhar comigo?????

    ResponderExcluir