terça-feira, 27 de outubro de 2009

O pulso ainda pulsa (será?)


Semana passada, minha filha ficou doente. Levei à pediatra e era apenas uma gripe. Isso na segunda-feira. Na quarta, quando tínhamos retorno na otorrino, já era sinusite. Ela foi medicada e sarou. Na quinta, meu filho começou a dar sinais da gripe e na sexta eu já estava completamente congestionada. O fato é que os dois sararam e eu fui para o Pronto Socorro ontem.

Não sabia que ainda estava tão em voga o assunto “gripe suína”. Quando entrei no Oswaldo Cruz, a atendente já pediu que eu e minha cara óbvia de gripe forte higienizássemos as mãos e fizesse uso da máscara. Acatei o pedido. Antes mesmo de minha ficha médica estar completamente preenchida, já me colocaram em uma sala de isolamento, quando veio uma enfermeira fazer a triagem. Passei no teste. Afastada a suspeita da gripe H1N1, fui encaminhada para o setor “normal” de triagem e fui atendida por uma médica “especialista em gripe”. Foram pedidos dois exames de imagens, seios da face e pulmões, os quais estavam prontos em dez minutos. Diagnóstico: pneumonia e sinusite. Medicação, casa, repouso. Claro que não. E meu medo de as crianças, que estavam com uma tosse semelhante a minha, estarem doentes? Peguei os dois na escola e fui até o Samaritano. Fiquei horrorizada com a fila que estava no PS de adulto. Ainda bem que tenho direito a um hospital vazio. Agradeci a Deus. Mais ainda, após os dois terem sido examinados e não terem sequer uma gripe comum. Voltei para casa para começar meu repouso.

Minha amiga Jaque me ligou quando estava na porta da farmácia para comprar os remédios. Disse que eu fico doente porque leio muito. Na verdade, fico doente porque minha resistência cai; não tenho tempo de me alimentar direito, estou com vários problemas que independem de mim para serem solucionados. E antigamente, eu gritava, brigava, chutava o balde. Agora, finjo que não é comigo. Fico pensando que o fato de minha pressão não subir por não estar brigando, é sinal de que tudo está bem. Mentira. Quando a gente não grita, vira pneumonia.

Aliás, problemas, quem não os tem? Preciso aprender de verdade a desligar a tecla PREOCUPAÇÃO; preciso deixar a vida me levar, antes que a vida se vá!

2 comentários:

  1. É nesse time aí que eu tô querendo jogar. O da não preocupação. Do sossego. Ainda bem que bicho ruim não pega nem pneumonia nem gripe. De qualquer forma, aproveita pra relaxar um pouco. Faça um brigadeiro, misture ainda quente com um pote de sorvete e coma depois de uma hora no congelador. É revigorante...

    ResponderExcluir
  2. PQP, eu estou aqui em casa SALIVANDO por um doce... e como não podemos mais ter sequer uma lata de leite condensado em casa... haja sofrimento... vou comer mel...hehehe

    ResponderExcluir