quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Nota Fiscal Paulista


A parte boa de ficar doente e obrigatoriamente estar na cama, é poder fazer coisas que nunca fazemos. Eu, por exemplo, nunca consigo ver televisão. Com meu marido levando as crianças para a escola, posso até assistir aos noticiários matinais, que adoro. E foi assim que hoje descobri que sábado próximo é o último dia para "resgatar" os créditos do programa "Nota Fiscal Paulista".


Confesso que acho meio baixaria, toda vez que paro no caixa, a atendente me perguntar: "Nota Fiscal Paulista, senhora?". Isso deveria ser obrigatório. Mas estamos engatinhando e chegaremos lá. Em abril passado, meu marido disse que eu deveria pedir a tal nota em toda compra, pois alguém havia dito para ele que resgatou quinhentos Reais. Achei lorota, mas não me custava nada informar o CPF em toda compra.


Eis que após ouvir que o prazo final do resgate se aproximava, entrei no site da Fazenda. Não tinha a senha e não lembrava qual havia colocado. Pedi no site um link para recadastramento. Deu certo. Em minutos, a Fazenda me reenviou uma opção de cadastramento e na mesma hora pedi o resgate do crédito. Pasmém, não sei se tudo parece a Ilha da Fantasia, se foi alguma pegadinha, mas no próprio site, coloquei os dados do banco e em dez dias (segundo informações da Fazenda), terei o crédito de SEISCENTOS REAIS em conta. Gente, é Brasil??????

3 comentários:

  1. Meu brinde dessa noite será à generosa Receita Federal do Brasil. Ou à Receita Paulista. Ou a qualquer outra Receita (nem que seja de bolo) que coloque de volta alguns trocados na conta dos pobres trabalhadores brasileiros...

    ResponderExcluir
  2. Em particular, os trabalhadores da família Hummel, que sempre se fodem com a Receita... mas no caso é a Federal, que só toma... a que vai devolver (assim esperaremos) é a Paulista!

    ResponderExcluir
  3. Brim over I to but I contemplate the collection should secure more info then it has.

    ResponderExcluir