domingo, 18 de outubro de 2009

Não quero ter um milhão de amigos

Quero apenas meus amigos de sempre. Meus amigos que, mesmo longe dos olhos, estão sempre perto do coração.

Na correria do dia-a-dia, vamos nos distanciando das pessoas que amamos. É casa para cuidar, é trabalho, é faculdade, é marido, são filhos, troca de empregada toda hora, alguém que fica doente em casa, as burocracias da vida, as quais não podemos simplesmente deletar. Não sobra tempo para viver.

Minha comadre, madrinha do meu filho, é minha amiga desde que eu tinha 10 anos de idade. Para quem tem (apenas) 35, é tempo pra caramba. Nossos filhos estudam na mesma escola e moramos muito distante: levamos três minutos com trânsito para chegar uma na casa da outra. E não nos visitamos.

Ora eu corro, ora ela corre. Ultimamente, nem em aniversários conseguimos mais nos ver. Ao telefone, fica difícil, pois ela usa muito o tal meio de comunicação que eu ODEIO para o trabalho, nunca conseguimos concluir um assunto.

Eis que ontem, fui tomar café da manhã na casa dela. Minha filha foi passar o final de semana na casa da minha madrinha e meu marido foi trabalhar. Peguei o pequeno, tomamos banho e fomos para a comadre.

A mãe dela está passando uma temporada por lá. Ela vendeu seu apartamento e comprou outro. A família que lhe vendeu o novo imóvel é uma das afortunadas clientes da Cyrela, aliás, do mesmo empreendimento que eu vou morar (um dia, quiçá) e, portanto, esstá desde o dia PRIMEIRO DE JUNHO aguardando sua morada. Então, a vovó Diva foi pra casa da filha e está gentilmente deixando com que a família continue a ter um lar, até que a Cyrela decida instalar a ela, a nossa família e as outras 238 infelizes famílias que devem estar em situação semelhante.

Gente, casa com avó é TUDO. Chegamos lá e tinha: frutas diversas cortadinhas, lavadinhas, picadinhas. Pãozinho fresco, bolo quentinho, arroz doce. E no almoço teve macarrão com molho de verdade, não os tais "pomarolas" da vida.

Tirando a parte da comida, tive uma manhã como não tinha fazia tempo. Conversamos muito, conseguimos colocar 2% dos assuntos em dia, as crianças (meu filho e o dela) se divertiram e voltei para casa quase 3 da tarde, com gostinho de quero mais.

Minha meta para 2010? Ter mais tempo para passar ao lado das pessoas que amo!

3 comentários:

  1. Olha é uma das metas q eu tb tenho..r.s
    Eu tb tenho MUITAS amigas q moram super perto e pouco nos vemos. É estranho....conforme a gente "cresce" menos tempo temos para os amigos e para nós mesmo.
    Adorei seu texto....
    Tb queria um dia com direito a cafe da manha e macarronada "original" um dia desses...rs....

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É bom mesmo reservar um tempo para os amigos. Mas o que eu queria mesmo dizer é algo que acabei de notar. Vc não escreve palavrão no blog. Acho que precisa falar umas putarias pra dar mais veracidade aos fatos, sabe? Aqui, por exemplo, vc escreveu um "caramba" que seria facilmente substituível por "caralho". Só pra dar um charme... heheheh
    bjunda

    ResponderExcluir
  3. Than... aquele macarrão estava TÃO BOM que até sinto o cheiro... sem contar que QUALQUER COMIDA feita por vó é sempre boa...

    MV, VAI TOMAR NO CÚ!!!!

    ResponderExcluir