terça-feira, 27 de outubro de 2009

Na saúde e na doença


Ter febre é algo muito incômodo. Na verdade, acho que o pior estágio é quando a febre começa a baixar. Eu transpiro tanto, que fico incomodada. Ontem, já tinha tomado três banhos e não tinha mais forças sequer para ligar o chuveiro. Oito horas da noite, meu marido chegou do trabalho. Eu transpirando sem parar. Bom sinal, a febre estava passando. Mau sinal, transpirar é horrível. Pior ainda, dos três banhos, nenhum tinha sido de cabeça e corpo, de modo que minha cabeça fedia a Bastião.

O que é feder “a Bastião”? Bastião é meu avô paterno, quem acompanha esse blog, já ouviu falar nele. Meu avô sempre viveu em sua terra natal, Passos, MG. Vinha para São Paulo vez ou outra e revezava nas casas de três dos quatro filhos que aqui moravam, dentre eles, meu pai. A briga dos filhos e da nora, minha mãe, com o Bastião, sempre foram em relação a banho. Ele é totalmente europeu. Não toma banho e pronto, acha isso uma bobagem, algo totalmente desnecessário. Portanto, podem imaginar o cheiro que às vezes seu corpo exala? Se é que algo pode piorar, meu avô tem os cabelos lisinhos, e para deixá-los no lugar, usa a velha e boa banha de cozinha para assentar e dar brilho. Imaginem isso por dias sem lavar? Esse era o meu cheiro ontem, cheiro de Bastião.

Se meu pai fosse vivo, não estaria publicando este texto. Acho que ele não se sentiria confortável vendo o pai ser difamado pela rede. Mas não é difamação, é fato. Meu avô não deve nem saber que computadores existem. Vive isolado na roça, lá para as bandas das “Gerais”. Tenho uma única prima por parte de pai, que vive na Europa e também não tem contato com computadores, portanto, estou a salvo de críticas da família Lemos.

Contei tudo isso para dizer que não poderia lavar a cabeça tão tarde, com uma bela virada de tempo que deu em Sampa (pleonasmo vicioso) e a pneumonia. Tinha de dormir com a cabeça cheirando Bastião. E meu marido resistiu bravamente à noite toda, às minhas tosses, ao odor da minha cabeça, aos meus espirros noturnos. Disse que me ama de qualquer jeito e isso não importa para ele. Até me beijou. Isso é que é amor.

2 comentários:

  1. huahahuhaua
    e vc esqueceu de dizer que ele usava várias roupas e só tirava a de cima no dia seguinte...

    ResponderExcluir
  2. Boa... viu? Para isso servem irmãos... são como uma extensão das nossas memórias...

    ResponderExcluir