terça-feira, 15 de setembro de 2009

Quando o subconsciente fala com clareza


A mãe da minha comadre comprou um apartamento e até que ela possa se mudar para lá, está morando na casa da minha comadre. A proprietária do seu novo apartamento mudará para o mesmo condomínio o qual nos mudaremos. Portanto, sua estada na casa da filha ainda vai durar um bocado.

Semana passada, sonhei com a mãe da minha comadre. Ela não deixa também de ser um pouco minha mãe. Apesar de não estarmos grudadas sempre, somos uma família. Suas duas filhas são minhas madrinhas de casamento e a do meio é madrinha de batismo do meu filho e será madrinha de comunhão e crisma da minha filha. Nossa amizade só dura vinte e seis anos, portanto, posso dizer com propriedade que durante toda a vida, muitas vezes ela me serviu de mãe.

No sonho, a vovó Diva (que é como meus filhos a chamam), havia desistido do apartamento. Decidiu comprar uma casa enorme, com uma piscina gigante e muito espaço para festas. Naquele final de semana, estava tendo um churrasco. Quem preparava as iguarias era ela, minha mãe e mais algumas mães de amigos de infância, dos tempos em que tocávamos na fanfarra do bom e velho Gastão.

A festa estava muito boa, nos divertíamos pacas. Éramos todos adultos, mas no sonho não havia crianças. Todo mundo já casou e tem seus filhos, mas não naquele sonho.

Tive o tal sonho em um dia no qual estava tão cansada, que fiquei pensando como seria bom ter alguém para cuidar dos meus filhos por uma semana, para que eu descansasse. Mas depois que somos mães, não há mais descanso. Podemos ter um exército cuidando da nossa cria, que nosso coração e nossas preocupações estarão lá, onde quer que eles estejam.
Por mais que seja difícil, seja o maior desafio da vida de um ser humano, ter filhos ainda é o melhor projeto de vida!

2 comentários:

  1. por ser tão grande esse projeto, acho que vou continuar projetando por mais alguns longos anos...

    bjoca

    ResponderExcluir
  2. Já falei que no seu caso, que já tem tantos sobrinhos, é melhor curtir a vida... ouça a voz da consciência... eu NUNCA te dei um conselho que não valesse a pena...

    ResponderExcluir