terça-feira, 29 de setembro de 2009

Pedagogia do medo


Entrei na sala para dar aula. Meus vinte e três alunos encontravam-se de cabeça sobre a mesa, em absoluto silêncio. Achei que era alguma experiência da aula de Ciências. Um deles me cumprimentou, “hola Maestra!”. A professora gritou, “falei que não é para ninguém levantar a cabeça”. Fiquei até com medo de continuar a entrar na sala. As crianças mal respiravam. Acho que a respiração imperceptível também fazia parte do combinado entre eles e a professora. Deu um tremendo dó. Porém, sobre a mesa da professora, havia cinco pilhas de provas. Em dois dias, todas as cinco pilhas tinham de estar corrigidas e as notas imputadas no sistema da escola. Como alguém corrige prova de matemática, com vinte e três crianças falando ao mesmo tempo? Que tipo de atividade dar em um momento como este? Nenhuma. Simplesmente é incompatível corrigir prova de Matemática ou qualquer outra disciplina com crianças falando ao mesmo tempo.

A culpa é das crianças? Não.

Então da professora? Não.

A culpa é da escola? Talvez.

E os pais, têm alguma culpa? Sim. Pois deveriam participar ativamente da vida escolar dos seus filhos, deveriam saber que atitudes como esta são usadas com seus filhos, enquanto pagam-se grandes somas em dinheiro para que eles estejam lá aprendendo, interagindo, e não cabisbaixos e quase sem respirar. Mas o que a professora podia fazer? Não sei. Não consegui pensar em nada. E a escola? DEVERIA ter uma auxiliar para dar qualquer tipo de atividade para aquelas vinte e três crianças, enquanto a pobre professora corrigia os cinco montes de provas (de cinco disciplinas diferentes).

A educação não se faz só com a escola, só com a família, só com o professor. É uma responsabilidade coletiva, onde cada parte deve vistoriar a outra, constantemente. Não deve apenas apontar-se problema. Deve-se também sugerir soluções. Você sugeriria alguma?

2 comentários:

  1. Ah, mas isso já foi pior. Vai dizer que o Carlos e o Marcelo nunca te mandaram ficar na parede durante o recreio???
    bjoca

    ResponderExcluir
  2. Olha o Carlos: "FOOOOORRRMMMAAARRRRR FFFFFIIIIIIIIILLLLLLLLAAAAAAAAAA"

    E a D. Rosquilda?????

    ResponderExcluir