sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Papo de merda


Nossa, que coisa mais íntima falar sobre o funcionamento do nosso intestino. Íntima por eu ser mulher, pois homem fala sobre isso o tempo inteiro. Aliás, homem não tem problema de intestino, acho que eles possuem um canal direto que liga a garganta até o ânus. Nunca vi homem com problema de evacuar.

Eu tenho intestino preso. Muito preso. Claro que se eu fizesse uma alimentação descente, não teria essa reclamação. Mentira. Teria sim. Já passei meses e meses me alimentando apenas com frutas, legumes, iogurtes e cheguei a ficar dez dias sem evacuar. O assunto me preocupa, já que minha avó paterna e minha tia paterna mais velha, morreram precocemente de câncer intestinal (minha avó aos 37 e minha tia aos 44 anos). Meu tio paterno, que também é meu padrinho, também teve câncer intestinal. Mas depois de cinco anos de tratamento, tem seis anos que leva uma vida normal.

Tomo remédios naturais para ir ao banheiro: sene e cáscara sagrada. Como fibras. Tomo Activia. E nada. Semana passada, já estava tão “enfezada” (a palavra enfezada vem de fezes, uma vez que a pessoa com intestino preso fica bastante incomodada e começa a ficar nervosa com a situação), após passar cinco dias sem evacuar, que tomei cinco comprimidos de Tamarine. E nada mudou em minha vida.

Como nossa vida é um eterno processo de descoberta, acredito que hoje fiz uma grande delas. Novamente, não fui à faculdade. Tenho ZERO de faltas na matéria de hoje e DEZ de nota. Me dei o direito de ficar em casa blogando, lendo coisas que não tinham nada que ver com a faculdade, baixando músicas na internet. E eis que evacuei. Duas vezes. A mesma coisa aconteceu na terça-feira, quando também não fui à faculdade.

Minha descoberta: meu intestino é preguiçoso e envergonhado. Precisa de privacidade para funcionar. E, diferentemente dos homens, meu intestino está ligado diretamente ao meu cérebro. Talvez por isso, algumas vezes, fico cheia de M.... na cabeça. Como relaxei e me esqueci da vida por algumas horas, meu tímido intestino deu sinal de vida.

Tem coisa melhor do que descobrir soluções para coisas que nos fazem mal?

2 comentários: