domingo, 6 de setembro de 2009

Cinema infantil


Semana passada, levei as crianças ao cinema. Assistimos “A pedra mágica” e “Força G”. Para aguentar duas sessões seguidas de cinema infantil com a cabeça a mil por tantas coisas a resolver, fui prevenida: levei uma blusa bem grossa para encostar a cabeça na poltrona e tirar um cochilo. Na verdade, tirei vários e tinha muito tempo que não dormia no cinema. Mas os filmes foram de doer e dormir foi inevitável.

Ontem, acordei cedo. Tinha que resolver várias coisas e devido ao sábado ser curto (para os lugares onde tinha de ir), optei apenas por ir ao atacadista no Pari comprar lanche para as crianças. De lá, atravessaria a ponte da Vila Guilherme e cairia no Center Norte. Chegaria assim que a Saraiva estivesse abrindo. Compraria os quatro livros os quais precisava e onze horas estaria em casa.

Tudo que se planeja demais costuma ir por ralo abaixo. Sai da livraria exatamente às 10h30. E encontrei uma amiga com o filho, que é amigo do meu filho da ex-escola. Ela estava levando o filho para assistir “Up Altas Aventuras” em 3G. Como as crianças queriam muito ver o filme, aproveitei a companhia. Só que a sessão era meio-dia. Ficar uma hora e meia esperando um filme começar com duas crianças de três anos significa ganhar vários pontos na cartela de pontuação celestial. E quando chegou a hora do filme começar, deu um problema no cinema e a imagem não entrava com o áudio. Com o problema resolvido, a sessão finalmente começou e assistimos ao filme.

O que os dois da semana passada tiveram de ruim, o de ontem teve de bom. Quando meu marido ligou no final do dia, comentou comigo que tinha lido uma crítica super positiva sobre um filme infantil que estreara no Brasil este final de semana. Como ele acredita fielmente em críticas de cinema, ainda usou as palavras que leu: “trata-se de um novo clássico infantil”. Se o crítico tem razão ou não, não sei. Mas disse que tínhamos visto o filme e que a história é realmente muito bonita, trazendo uma lição de moral importantíssima para as crianças, apesar de eles não entenderem ao fundo todo o contexto da história.

Fica minha dica para o feriado, enquanto a minha insônia continua.

4 comentários:

  1. Ah, falando nisso, parece que já estreou por aí aquele filme da Cameron Diaz. Deram o título de Uma Prova de Amor. Vale a pena...
    bjoca

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Que filme é este da Cameron Diaz??? Fala sobre o que????

    ResponderExcluir
  4. É um drama. A menina entra na justiça pelo direito de não doar órgãos para a irmã. Vale ver

    ResponderExcluir