quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Profissão: Indecisão; Decisão: Psicanálise


Há coisas tão pessoais em nossas vidas, que por algum motivo, temos a necessidade de compartilhar com o mundo. E hoje venho a tona com uma notícia que deixará muitas pessoas de queixo caído. Mas antes de caírem os queixos, preciso, como sempre, contextualizar.

Trabalhei muitos anos na área de Recursos Humanos. Por trabalhar com a parte administrativa (mas não burocrática), sempre fiz parte da rixa dos profissionais da área: administradores x psicólogos. Sou uma pessoa muito cética. Preciso de coisas concretas para acreditar nelas e a psicologia, para mim, sempre foi algo feito apenas de suposições.

Depois de passar anos e anos estudando, decidi fazer um curso de Tradutor e Intérprete. Como não havia o curso perto da minha casa, comecei fazendo a Licenciatura em Letras, que concluiria em três anos, para fazer a especialização no quarto ano em Tradução. Só que, como sempre digo, não sabemos o curso do rio de nossas vidas.

Eis que no decorrer da Licenciatura, começo a me descobrir, a me encontrar e a me conhecer em vários aspectos. Começo a me identificar com as matérias mais odiosas, as mais repugnantes do currículo. E com o passar do tempo, tudo que mais tenho certeza é de que não serei uma tradutora, tampouco uma intérprete.

Decidi fazer uma nova graduação no ano que vem. Cursar psicologia. Claro que todo mundo está com várias perguntas: mais uma faculdade? Mais cinco anos de faculdade? Você está louca? Durante os catorze anos que trabalhei, fiz orientação e testes vocacionais por diversas vezes. E por todas elas, os resultados apontavam para duas profissões: Psicologia ou Direito. Abandonei a faculdade de Direito no quinto ano e nunca pensei em voltar. Não ligo por me chamarem de louca, afinal, não sou obrigada a ter um diploma para agradar aos outros. Iniciei uma pesquisa.

Comecei a estudar Freud, Jung, Lacan e fui me identificando demais com a Psicanálise. Até chegar a uma psicopedagoga, que me encaminhou para um psicólogo, que me encaminhou para outra psicopedagoga, que finalizou com mais uma psicóloga e o diagnóstico foi o mesmo: o que eu quero fazer, o que eu me identifico e tudo que meus testes sempre mostraram, é que eu nasci para ser Psicanalista. E para tanto, não preciso fazer mais cinco anos de graduação. Como portadora de diploma de nível superior, posso fazer a especialização em Psicanálise, que me permitirá clinicar inclusive na área educacional.

Não sei se ganhei na loteria. Mas foi como se tivesse ganhado. Aos trinta e cinco anos, depois de tanto estudar, aprender, me dedicar, finalmente descobri o que vou ser quando crescer. E daqui um ano, estarei me dedicando a nova e (assim espero) definitiva carreira: a de Psicanalista.

Claro que muita gente leiga, ao fazer a leitura desse texto, pensará exatamente como eu pensava: para ser Psicanalista, tem que fazer cinco anos de faculdade de psicologia. Então, sugiro que seja feita uma pesquisa, para que se descubra a diferença entre Psicólogo, Psicanalista, Psiquiatra, Psicoterapeuta, Psicopedagogo e mais algum outro psico que possa existir por aí. E me desejem boa sorte.

5 comentários:

  1. Obrigada pela visita querida...
    Adorei seu post.
    Eu me formei em Direito, trabalhei na área 5 anos (como estagiária), mas nunca peguei a OAB. Não consegui...ou no fundo não queria mesmo.
    Fiz Gastronomia e amei...
    Com 33 anos, é bom quando percebe outro rumo na sua vida, uma saída nénão ?! rs
    beijos e boa sorte

    ResponderExcluir
  2. Isa, gosto mesmo do seu blog... e as coincidências... o Direito, o pai, o prédio em construção e o vício por blogs... mas realmente é ÓTIMO encontrar nosso rumo na vida. Adorei conhecê-la. Um grande beijo e boa sorte também!

    ResponderExcluir
  3. Oi querida, vi seu comentario no Blog da Isabela e vou te linkar! Gostei muito do seu blog e da maneira como escreve!

    Bjos e passa la no meu!!!

    ResponderExcluir
  4. Experiência em loucura vc tem de sobra... hehehe

    ResponderExcluir
  5. Thania, passei no seu blog, só falta vc liberar meus comments...

    Mv, vc conhece algum louco por aí????? Me apresente, pls!

    ResponderExcluir