quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Festejando a felicidade de uma amiga querida


Sempre gostei de:
- Estar com pessoas mais velhas
- Conhecer pessoas mais inteligentes que eu
- Torcer para que meus amigos se dêem bem na vida
- Receber notícias de que meus amigos estão bem financeiramente

Tenho o seguinte raciocínio: se todo mundo ao meu redor estiver bem, feliz, com saúde e com dinheiro, só vai emanar energia positiva ao meu lado e nunca desejará nada meu. Não que eu tenha amigos invejosos, mas tem alguns sentimentos que são involuntários e inerentes ao ser humano. Tem gente que recebe uma notícia legal de um amigo e fica pensando “poderia ter sido comigo”. Eu, ao contrário, vibro, me arrepio, é uma coisa muito forte que vem de dentro de mim e quero continuar assim até o fim dos meus dias (que, segundo meu irmão, estão se acabando).

Ontem recebi uma visita surpresa de uma amiga MUITO querida. A Tati entrou nas nossas vidas como professora de Educação Física da minha filha. Depois, virou minha personnal. E durante nossas aulas, acabamos descobrindo várias coisas em comum e nos tornamos amigas.

Temos algumas histórias das nossas vidas muito parecidas. Ambas viemos de famílias muito pobres, mas que nos ensinaram valores fundamentais para vivermos em paz e do lado do bem, sempre.

Quando a Tati terminou o Ensino Fundamental, a mãe aconselhou-a a cursar o antigo Magistério. O raciocínio foi simples: caso não tivesse a oportunidade de fazer faculdade, ela já teria uma profissão. Mas como a Tati é uma batalhadora inata, saiu do Magistério e cursou Educação Física. Nos últimos anos, ela bateu a cara diversas vezes e em nenhum momento desistiu, parou de lutar, de batalhar por uma coisa que ela acreditava, que é a sua profissão.

Com a visita de ontem, veio junto a notícia maravilhosa de que ela acabou de ser aprovada em um processo seletivo que levou sete meses, para trabalhar em uma multinacional que tem Spas pelo mundo inteiro. Minha amiga embarca no próximo dia sete, rumo à Inglaterra, para o treinamento inicial. De lá, partirá para Miami, quando iniciará uma série de Cruzeiros pelo mundo, durante oito meses, como personnal trainner nos navios.

Fiquei muito feliz com a vitória e a conquista da Tati, e sei que muitas ainda virão por aí. Ela é o próprio exemplo de que querer é poder e conseguir. Parabéns Amiga!

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eita!! Voltou com tudo!! Quarto post do dia hehhehe

    Também fiquei feliz pela sua amiga. Parabéns, Tati :)

    ResponderExcluir
  3. VEMCHA... esqueci de avisar que ela vai com o seu telefone e o do seu canalhíssimo marido na mala... pq ela está MORRENDO DE MEDO...rs...

    ResponderExcluir
  4. Vou esperar a Tati aqui pra me pagar uma no pub. Sorte a ela!

    Sobre o começo do post, tenho a dizer que estar com pessoas mais velhas, mais inteligentes, mais ricas e mais bem sucedidas é fácil pra mim. Sou adolescente, pobre, burro e encalhado! Ah, e feliz tb!

    ResponderExcluir
  5. MV, seu problema é só ser Corinthiano... o resto passa...hehehe

    ResponderExcluir