quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Falando sobre blogs


Adoro ler blogs, dos mais diversos. Gosto de blogs temáticos, com assuntos específicos, nos quais posso sempre me aprofundar em conhecimentos. Adoro blogs jornalísticos, ainda mais quando os autores são polêmicos. Mas os blogs os quais mais gosto são blogs de pessoas comuns, que simplesmente narram suas vidas, contam sobre suas rotinas, dão dicas de coisas legais que deram certo, reclamam de outras que não deram, falam sobre seus trabalhos, suas famílias, seus filhos, seus amigos, seus ex-amigos. E nessas minhas leituras, outro dia encontrei uma pessoa muito magoada com uma amiga, que aquela altura, já tinha virado ex-amiga.

Acredito cegamente nas pessoas. Até que elas se tornem insuportavelmente falsas e dissimuladas, ao ponto de me fazer voltar a enxergar. E quando enxergo, adeus. Sou o tipo de pessoa que sempre se entrega de corpo e alma nos relacionamentos pessoais, profissionais e, na verdade, me entrego de corpo e alma em tudo que faço. Não gosto de nada pela metade. Metade, na vida, só eu e meu marido. Por isso estamos juntos, para nos completarmos e formarmos um ser inteiro.

Uma das coisas mais tristes que existe, realmente, é sentir-se enganado, traído por alguém em quem muito confiávamos.

Quem me “lê”, vai até me achar uma velha, mas no curto espaço dos meus trinta e cinco anos, sofri tantas decepções, quebrei tanto a cara, fui tantas vezes traída por pessoas que eu jamais imaginava ser capaz de fazer tal coisa comigo. Nem por isso, perdi a confiança no ser humano. E deixo aqui um recadinho para todo mundo que me acompanha: trair faz parte da natureza humana; muitas vezes, temos de escolher trair a quem gostamos, em detrimento de nossos próprios interesses. É a lei da selva. Como já dizia nosso velho e bom Rousseau, “o homem nasce bom, a sociedade é que o corrompe”. Ainda poderíamos continuar na linha filosófica e citar Maquiavel, quando diz que “os fins justificam os meios”.

Mas prefiro encerrar sem frases prontas, falando apenas com a voz do meu coração: seja sempre sincero com o seu próximo, pois é reflexo da sinceridade que exerce consigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário