quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Alegrias versus Tristeza


Hoje fiquei muito feliz. Recebi um convite para um destes tantos sites de relacionamentos que existem, de um amigo muito querido, que conheci na internet anos atrás e já há muito não tinha notícias. Sabia que ele havia se casado e tinha uma filha da idade do meu filho. Além da boa notícia de reencontrá-lo (que ainda veio com uma mensagem dele de “leio o seu blog”), soube que ele tem outra filha e o cara que era super baixo astral e tinha uma alto-estima sete palmos abaixo da terra, está com uma fisionomia feliz, realizada. Amei, foi um grande presente.

Depois entrei no Orkut. Recebi o convite de uma menininha linda que era minha vizinha, quando minha filha nasceu. Hoje ela é uma linda moça de 15 anos e me senti tão velhinha. Mas tenho tantas saudades de coisas boas que vivemos juntas e queria há muito tempo reencontrar essa família. Agora, é só esperar o contato com a mãe dela, de quem tenho muito carinho e boas recordações dos tempos de outrora.

Mas como nem tudo na vida são coisas boas, recebo um telefonema de uma professora, dizendo que um dos três filhos de outra professora minha muito querida, a quem chamo carinhosamente de mãe, estava internado no Emílio Ribas. Fui atrás da informação. Liguei na casa dela e não encontrei ninguém. Liguei para outra professora e a informação foi confirmada. Um dos filhos realmente contraiu a gripe A e em 48 horas uma pneumonia. A notícia ficou só aí e amanhã tentarei saber mais. Estarei orando por essa família tão especial.

Junto com a notícia acima, veio também a do óbito da filha única de outra professora da nossa Universidade, do campus Morumbi. Ainda não sei de maiores detalhes. Estou em licença médica até dia 17 e, portanto, sem contato pessoal para informações mais concretas. Também soube, por fonte segura, que duas professoras do campus Vila Mariana contraíram a gripe A.

A notícia boa, da parte da saúde, é que a minha amiga que ganhou bebê no último dia 2 de julho e estava em coma está indo para o quarto nesta semana e até onde sei, já não corre mais risco de morte.

Nem tudo na vida são flores. Há notícias que anulam um pouco da alegria que nos contagia repentinamente. Mas tenho fé de que as pessoas estarão cada vez mais instruídas, para saber como proceder aos sinais da gripe A e tomar as devidas precauções no tempo necessário, para que ela seja simplesmente mais uma gripe em seus históricos médicos.

4 comentários:

  1. Só o que dá pra desejar nessa hora é muita saúde pra todo mundo!
    bjoca

    ResponderExcluir
  2. Nessa e em todas as outras, pq apesar do dinheiro ser tão importante, descobri que a informação também é capaz de curar... viva a saúde, o dinheiro, a informação e a Coca Cola.

    ResponderExcluir