domingo, 21 de junho de 2009

O fim está próximo


Começa o encerramento do semestre, deixando em meu eu uma grande fatia de conhecimentos. Valeu cada esforço, valeu cada momento e, como sempre, valeu todo o sofrimento para que mais uma vez, eu possa construir um aprendizado de vida.

Neste ano, estamos sendo cobaias de uma nova tentativa de avaliações na Universidade. Não existe mais nenhum tipo de prova, trabalho ou seminário durante todo um semestre, nada que valha nota. É uma única prova, um jogo de tudo ou nada. Para não dizer que o sistema é ruim, há uma segunda chance para aqueles alunos que não alcançaram a nota desejável, de fazer gratuitamente uma segunda prova. Vale a nota maior.

Quando começaram as avaliações, estava decidida a refazer todas as provas que não tirasse a nota máxima. Adoro nota dez, é meio que uma obsessão, mas faz parte da minha neurose. O estresse que vivemos nesses dias de provas, o excesso de cobrança e esgotamento físico e mental me fizeram desistir. Decidi me contentar com as notas de oito em diante e cobrar menos de mim, afinal, não sou nenhum gênio.

Agora é contagem regressiva para as tão sonhadas férias, que mesmo com todos os compromissos que tenho, me permitirão ler alguns livros que estão na pilha dos “livros que quero ler por bel prazer” acumulados durante o semestre.

2 comentários:

  1. Putz, como é bom ser vagabundo e não ter mais provas na vida!!!! hehehehe

    ResponderExcluir
  2. Então MV... problema é que eu acho que NUNCA conseguirei parar de estudar...

    ResponderExcluir