sábado, 13 de junho de 2009

Estudar sem cessar


Odeio fazer prova. Acho que prova é o meio mais burro e arcaico que existe para avaliar o conhecimento de um aluno. Conhecimento não se adquire através do nervoso e da tensão gerados pela proximidade de uma prova. Conhecimento se constrói ao longo do tempo. Assim que eu faço, estudo diariamente para que meu conhecimento seja construído, para que eu tenha tempo para levantar minhas dúvidas e saná-las. E depois de tanto trabalho, tanto esforço, ser testada de maneira medíocre. Já que é para ter provas, que sejam inteligentes, exijam raciocínio e cobrem o pensar do aluno. Mas nem tudo é como gostaríamos. Apesar de me sentir preparada, dia de prova, ou melhor, em dias de provas, sinto-me tensa, com dores de cabeça, de barriga, fico ansiosa, nervosa. Por quê? O Pedrão, professor de psicologia, disse-me que sou ansiosa demais e vivo o amanhã. Acho que o Pedrão está errado. Na verdade, adoro tirar dez, gosto de ver minha nota expressa em letras, não em números. Daí o nervoso que essa auto-cobrança me gera. As provas só começaram e já saiu minha primeira nota, em Literatura Inglesa. A nota? DEZ. Pelo menos é o sinal de que meus esforços valem a pena para atingir aos meus objetivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário