terça-feira, 9 de junho de 2009

Aos Mestres, com carinho



Sempre gostei de professores, desde o jardim da infância até o momento que me encontro agora, escrevendo este texto. Quando estou em meio aos professores, sinto-me privilegiada por desfrutar da sabedoria que eles têm. Tenho lá minhas sabedorias, mas professor sempre sabe mais, às vezes em outros campos da vida, mas sabe mais. O dia-a-dia dentro de uma escola costuma ser: um professor e muitos alunos. Tive o privilégio de ser uma única aluna para todos os professores. Fui para a faculdade hoje com a intenção de ficar por lá no máximo por uma horinha. Amanhã começam nossas provas e como me preparei ao longo do semestre, deixei o estresse de lado e dei vazão à tranquilidade. Dei uma baita sorte, pois ninguém foi para o campus. Não que é sorte estar sem meus queridos amigos. A sorte foi poder ter todos os professores só para mim. Ontem, sai com minha professora Paula, que eu amo de paixão. Depois do nosso passeio de menina, fomos buscar as crianças na escola e fazer um lanche. Como falo muito dela, as crianças já estavam familiarizadas com a tia “Paulette”. Hoje tive a felicidade de encontrar a “doidivanas” no campus, coisa que nunca acontece às terças. Passei horas com minha professora Neide, outro grande amor da minha vida. Tive o prazer e a honra de desfrutar da companhia da minha ex-professora e ainda (e para sempre) muito querida Pequena Cris. E para fechar com chave de ouro, ganhei uma terapia/aula/lição-de-vida/tudo com o professor Pedrão, que não é meu professor, mas é uma pessoa que venho conhecendo nos últimos tempos e amando. Também, ele é amigo de todas as minhas professoras queridas, não poderia deixar de ser um queridão também. Sai de lá atrasada para buscar as crianças e em pleno final de semestre, sai cheia de lição de casa para fazer. Algumas coisas acontecem em nossas vidas para que possamos ficar MUITO felizes e o dia de hoje foi um diferencial na minha vida. Foi muito gratificante ter a companhia de pessoas que me fazem tão bem por uma manhã tão extensa. Mestres, obrigada por tudo, ontem, hoje e sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário