sábado, 30 de maio de 2009

Donkey Xote


Vou ao cinema quase que semanalmente com as crianças. Filme de gente grande, só em casa, infelizmente. Mas curto pra caramba ir com os dois fazer nosso “passeio cultural”. E há várias semanas temos assistido ao trailler do filme “Donkey Xote”. Claro que como toda edição que se preze, a desse filme não foi diferente, vendeu-se exatamente como um filme infantil, inclusive quando cita o “Shrek” e mostra seu amigo “Burro”.

Gostamos de assistir aos filmes em suas estréias. Geralmente há muito pouca gente na sala, até pelo horário que costumamos ir, vespertinão mesmo, tipo duas, três da tarde. Ontem fomos ver a sessão das seis e já achei que a sala teria muita gente. Ledo engano. Sessão exclusiva, apenas nós três.

O filme é uma graça, mas passa longe de filme infantil, principalmente para uma criança de três anos (caso do meu filho). É uma adaptação da obra de Miguel de Cervantes. A intertextualidade do filme, porém, vai muito além de “Dom Quixote de La Mancha”. Começando pela trilha sonora, que vai de baladinhas tipo “bailinho da vassoura”, passando por discoteca, música romântica espanhola e por aí vai. Há citações (implícitas ou explícitas) de outras obras cinematográficas, infantis ou adultas: “Shrek”, “Galinho Chiken Little”, “Peter Pan” e “King Fu Panda” (é o que eu lembro-me de ter identificado). No universo adulto, é possível identificar uma grande citação implícita de “Robson Crusoe”, romance inglês de aventura, no qual o protagonista vem até a América conquistar sua tão sonhada Ilha. “Kill Bill” também aparece, retratando de forma menos agressiva os golpes usados por Tarantino.

Recomendo o filme para conhecimento de mundo, pelo lado cômico e pelo próprio filme, como um todo, que particularmente gostei. Só não levem crianças pequenas. É mico na certa.

2 comentários:

  1. Ei! Esse ainda não tem por aqui. Vou caçar na net... Tks pela dica.
    bjoca

    ResponderExcluir
  2. Ve aí MV, é a sua cara (o burrico... hahaha)

    ResponderExcluir