domingo, 10 de maio de 2009

A vida do blog


Há vários dias, tenho sido questionada sobre o porquê de não ter publicado mais texto nenhum. Recebi emails, telefonemas, torpedos e reclamações pessoais. Chegaram a me perguntar se ainda estava lendo “Um Best Seller Para Chamar de Meu”. Não. Já terminei o livro há bastante tempo e a leitura foi sensacional. Qualquer hora destas, desenvolverei uma dissertação sobre a temática da obra e sua relação com o mundo contemporâneo. Após esse livro, vieram “Macunaíma”, “Frankestein”, “Robinson Crusoe”, “Paradise Lost”, “Memórias Sentimentais de João Miramar”, “Paulicéia Desvairada” e mais dezenas de textos para as avaliações que se aproximam na faculdade. Portanto, esse é um dos motivos que me afastaram do blog por vinte longos dias.

Adoro escrever, registrar minhas idéias e pensamentos e passar tantos dias longe do meu blog me deixa com um vazio enorme. São vários assuntos na cabeça que são desenvolvidos até durante o sono. Mas este sono sagrado, que revigora e renova as pilhas para o dia seguinte, precisa ser sagrado.

Queria agradecer profundamente por todos os recados que recebi, mas em especial de algumas professoras e ex-professoras, que me mandam mensagens tão preciosas e me fazem sentir uma sensação de importância enorme com relação aos meus escritos.

Essa semana, um amiguinho meu muito querido (e falo amiguinho, pois ele só tem dezenove aninhos), me afirmou que com a invasão do Twiter, os blogs vão morrer. Meu querido, acho que leva ainda algum tempo para a morte dos blogs, um meio de comunicação, de informação, de contestação social, um instrumento que, em minha opinião, ainda tem vida longa e que os 140 caracteres do Twiter não serão capazes de deixar o escritor expressar sua real opinião sobre muitas coisas. E viva o blog!

4 comentários:

  1. Querida, apesar de estar no twitter, concordo com você que é uma bobagem dizer que é um fim dos blogs. Talvez para quem não tenha muito o dizer e esse certamente não é o nosso caso!
    Beijos
    Paula

    ResponderExcluir
  2. Paulinha, imagina só a vida sem os blogs? Teríamos que escrever livros mensalmente! Este fds pensei TANTO em vc! Vou te mandar um email esta semana e te conto o motivo. Beijo grande

    ResponderExcluir
  3. Paulinha, imagina só a vida sem os blogs? Teríamos que escrever livros mensalmente! Este fds pensei TANTO em vc! Vou te mandar um email esta semana e te conto o motivo. Beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Esta é a minha visita, pela primeira vez aqui. Eu encontrei tantas coisas interessantes no seu blog especialmente a discussão sua. Do toneladas de comentários em seus artigos, eu acho que não sou o único a ter todo o prazer aqui! manter o bom trabalho.

    ResponderExcluir