sexta-feira, 10 de abril de 2009

A eficiência é a alma do negócio

Tudo que mais ouço são reclamações de prestadores de serviço. E tenho que concordar com todas, uma vez que vivemos na era do "cliente = lixo". Foi-se o tempo em que as empresas buscavam fidelizar seus clientes com um serviço de qualidade. Hoje em dia, qualquer chaveiro compra o cliente insatisfeito. Bom, nem sempre.

Outro dia, mandei um notebook para formatar e usei a garantia estendida do Ponto Frio, lugar em que compramos a máquina. Primeiro não conseguíamos falar. Quando conseguimos o atendimento telefônico, adivinhem? Sistema fora do ar. Finalmente, após alguns dias tentando, acionamos a garantia. Tínhamos que aguardar o telefonema da empresa que prestaria o serviço de informática, uma terceirizada da terceirizada. Mais 48 horas e recebemos a tal ligação. Mais uma semana e retiraram o notebook. Trinta dias para formatar uma máquina (cujo back up eu mesma fiz antes de enviar). Aprendi que a garantia estendida só serve mesmo para dar dor de cabeça (e não foi conclusão tirada por um único serviço; já tinha vivido a tal epopéia antes). Da próxima vez, é muito mais barato pagar R$ 200,00 para o rapaz que faz um excelente trabalho com nossas máquinas.

Quando me devolveram o computador, não devolveram a fonte, tampouco o CD de instalação do Windows (original). Marcaram hora para a tal devolução e pelo fato, tive que esperar DEZ dias a mais pela entrega. Surpresa. Vieram no dia marcado, mas quatro horas antes, deixando um bem de R$ 3 mil na portaria do meu condomínio, com os porteiros cabeça-de-batata-e-vento que trabalham aqui. Nem sempre, honestidade é o único quesito para ser um bom porteiro. Liguei para reclamar. A pessoa me disse que entregaria a fonte dali S E T E dias. Reclamei. Nada adiantou. Ameacei fazer uma reclamação no http://www.reclameaqui.com.br/. Sempre dá certo, pois muitas pessoas tem o hábito de consultar o site antes de contratar serviços. Querem saber o que ouvi? "Se a senhora vai reclamar da gente, tanto faz quanto tempo vamos levar para devolver sua fonte". Mais duzentos Reais e adquiri uma fonte multiuso: serve para todo e qualquer notebook, basta mudar a chave de voltagem e trocar o adaptador.

Esta semana, precisei dos serviços da Porto Seguro. O protetor de cárter do carro do meu marido se soltou e o carro não saia do lugar. Após o excelente atendimento e a promessa de socorro em trinta minutos, recebi um torpedo dizendo que o prestador de serviços estaria na minha residência no horário marcado. Chegou antes. Veio de guincho, caso precisasse remover para a concessionária. Em quinze minutos, problema resolvido. E a gentileza do rapaz? Excepcional.

Sou cliente da Porto desde 1996; temos seguro auto, residência, consórcio de imóvel. Fomos contemplados mês passado. Recebemos toda a relação de toda a documentação necessária, explicação clara, precisa e em letras grande de como proceder para resgatar o crédito. Nunca dei sinistro em um automóvel, mas pela maneira em que somos tratados cada vez que solicitamos um serviço da empresa, acredito que não deixariam a desejar. Banheiro entupiu? Disque 333-porto. Precisa de reparos elétricos? 333-porto. Instalação de ventilador de teto? 333-porto. Carro emperrado na balsa de travessia Sãosebá/Ilhabela? 333-porto. Eis uma empresa que deveria servir de case para tantas outras.

Ainda bem que não são os únicos no quesito eficiência. Ontem estava em casa, por volta de 14h30, quando decidi ler um livro. Entrei na Saraiva.com. Comprei meu objeto de desejos e por uma pequena taxa (pequena mesmo, estamos falando de R$ 7,00), estava com o livro em mãos depois de três horas de compra efetuada. Agora, terei que me ausentar por um tempo, apesar de assuntos borbulhando na minha cabeça, para ler as quase oitocentas páginas do meu bestseller.



Uma boa sexta-feira da Paixão, com muita reflexão para todos.

2 comentários:

  1. Este livro é o melhor de todos da Maryan. Carol

    ResponderExcluir
  2. Pandinha, eu não lhe conheço, mas sempre acompanho o seu blog e acho sensacional. Pelo visto, temos gostos semelhantes para livros. Boa pÁSCOA. Inêz

    ResponderExcluir