segunda-feira, 9 de março de 2009

Se não tem remédio...

Nunca neguei minha queda por pessoas inteligentes. Portanto, nunca neguei meu amor pela minha amiga Fernanda, que mesmo dando as cabeçadas dela, é de uma inteligencia inegável. Lá se vão vinte anos de amizade e sabemos realmente que podemos contar uma com a outra, de forma incondicional, a qualquer forma do dia e da noite.
Hoje recebi a gostosa visita dela. Sou uma pessoa movida a fome, algo que me acompanha constantemente. Mas passo horas na companhia da Fe sem comer. Bom, demos boas risadas, conversamos pela voz, pela telepatia, seguimos nossas sessões de terapia em dupla e as promessas para mudanças prometem dar certo. Bom, falei da Fe aqui porque recebi agora um email da Andréa uma colega da faculdade.
E o que as duas têm em comum? Não sei. Como disse, a Andréa é apenas uma colega, que pouco conheço e que muito admiro, portanto, resolvi citá-la aqui. O email que recebi tem muito que ver com um dos mil assuntos que conversei com a Fê hoje. Achei bárbaro e reproduzo-o na íntegra; caso alguém tenha interesse, me manda um email que devolvo com a animação. “Enjoy it”!




“Quer transar? O governo dá camisinha;

Já transou? O governo dá a pílula do dia seguinte;


Engravidou? O governo dá o aborto;


Ta com fome? O governo dá o bolsa família;

Tá desempregado? O governo dá o seguro desemprego;

Vai prestar vestibular? O governo dá o bolsa cota;


Não tem terra? O governo dá o bolsa invasão e ainda te aposenta;
Agora experimenta estudar e andar na linha para ver o que te acontece: você vai ganhar uma bolsa de impostos nunca vista em lugar algum do mundo!

(AUTOR DESCONHECIDO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário