sexta-feira, 6 de março de 2009

Momentos de lazer total

Em tempos de Orkut, tenho a mania de dizer que tudo na vida se torna uma comunidade. Uma comunidade muito forte em minha vida é a que leva o nome de AFICCIONADOS POR SÉRIES ANÔNIMOS. Não sou de ficar no anonimato, afinal, pago meus impostos em dia. Portanto, sou uma aficcionada por séries, aqui para quem quiser ver e saber. Mais uma parceria minha e do meu amado. Começamos alguns anos atrás com “Friends”. Compramos as dez temporadas. Aliás, quando passou o último capítulo da última temporada, estávamos morando no Chile e assistir do nosso quarto, com aquela linda vista da Cordilheira foi fantástico. Quase que junto com “Friends”, veio “Sex and the City”. Mais seis temporadas adquiridas. Em Portugal, assistia diariamente e sagradamente “Hospital Central”, uma série gravada na Espanha, cujo nome já entrega qual o enredo da trama. De volta ao Brasil, meu marido me recomendou assistir “Ally McBill”; disse que eu me identificaria com a série, por se tratar da vida de uma advogada. Comprei a primeira temporada, mas não gostei. Veio a febre do “Lost” e no momento, estamos aguardando ansiosos pela quinta temporada. No ano passado comprei as seis temporadas de “Família Soprano”, para agradar meu amorzinho que chega cansado e estressado do trabalho, a pedido do próprio. Ainda em 2008, houve o lançamento (claro que anos luz depois de terminada a série em tempo real) do inesquecível “Beverly Hills 90210”. Comprei até a quinta temporada e aguardo roendo as unhas pelas próximas cinco, que devem levar dois anos ainda para aparecer por aqui. Semana passada, estava um pouco órfã de séries e liguei para meu consultor em séries “y otras cositas mas”, o tal do meu marido, em pleno expediente, para pedir ajuda. Ele me indicou “House”. Comprei no mesmo dia, com entrega turbo para receber até 21 horas. Bingo para ele, devorei os primeiros episódios e já encomendei a segunda e terceira temporadas. Quando estiver terminando, encomendo a quarta temporada e vou torcer para que haja o lançamento de “Melrose Place” em DVDs. No meio disso tudo, ainda assisti algumas temporadas de “Arquivo X” e “Six Feet Under”, séries que vou adquirir ao término de “House”. Já passei por momentos em que acordava cedo, aos domingos, para assistir séries no SBT: “Um maluco no pedaço”, “Três é demais”; e não é por minha filha que gosto de “Hanna Montana”; a série é muito legal. Mas como a vida não é só feita de lazer, encerro o texto com uma frase de Guttemberg Macedo, headhunter, em entrevista nesta semana no SP TV 1ª. edição: “Criatividade é saber alinhar suas próprias competências”. “Enjoy it”.

3 comentários:

  1. Eu tb sou fissurada em séries!

    ResponderExcluir
  2. Nossa fiquei curiosa para ver House, também adoro Friends e Barrados. Beijos, Adri

    ResponderExcluir
  3. Minha gente, série é TUUUUDDDDOOO de bom... agora vou assistir uma indicação da minha amiga Andréa, 4400. Bejus

    ResponderExcluir