domingo, 22 de março de 2009

A boa conduta


O que vem a ser ética? O Aurélio define ética como o “conjunto de normas e princípios que norteiam a boa conduta do ser humano”.
Para mim, ética é puramente uma questão de princípio e deveria ser matéria obrigatória na vida. Quando cursei Ciências Jurídicas, tive no quarto ano uma disciplina chamada Ética Forense. As faculdades de medicina também incluem tal disciplina em seus currículos. Mas apenas os advogados e médicos precisam de ética em suas profissões?
Ano passado, entrei no elevador da faculdade com mais algumas alunas do curso de Pedagogia. Estávamos em período de avaliações e a conversa que ouvi me deixou indignada. Uma aluna disse para a colega que estava sem tempo o suficiente para estudar para as provas, pois não tinha um minuto sequer de folga em seu trabalho. Um detalhe: ela usava um uniforme de uma das mais tradicionais escolas de educação infantil da região em que moro. A colega então lhe deu a grande dica: “vá ao médico e diga que você está muito cansada, que chora muito todos os dias, fica pensando que vai morrer, tem medo de sair de casa, não quer ver ninguém a sua frente. O médico dirá que tem depressão e te afastará por quinze dias, pelo menos. Você poderá estudar e quando as provas acabarem, poderá voltar ao trabalho”.
Fiquei perplexa com o que ouvi, por ouvir de um adulto, por ouvir de uma pessoa que já está na área da Educação e que, muito em breve, poderá ser educadora de um dos meus filhos. E a ética, por onde anda?
Durante muitos anos, estudei a noite, trabalhando durante todo o dia. E não fui mártir. Essa é a realidade de milhares de estudantes mundo afora. Nunca precisei faltar ao trabalho para estudar e nem por isso fui uma aluna medíocre ou uma profissional desleixada. Tinha que encontrar o equilíbrio entre aquilo que necessitava – o trabalho – e aquilo que queria fazer por prazer, por necessidade de um futuro melhor, por satisfação – o estudo.
Vejo cada vez mais pessoas tentando burlar as regras para se dar bem. Somos muito éticos em nossa casa e procuramos passar princípios e valores aos nossos filhos. Mas a sociedade corrompe e a futura professora é a maior prova dessa afirmação. Enquanto nos preocupamos em falar mal de políticos e achar que só eles roubam, temos a tal aluna e mais muitas pessoas como ela sendo lançadas todos os anos no mercado de trabalho.
Não seria a hora de revermos para onde caminha nossa sociedade?

2 comentários:

  1. Amiga...

    Você tocou num ponto fundamental...

    Nossa, eu não só ficaria indignada como acabaria sei lá falando umas poucas...

    Acredito que quem não tem ética é porque não ama, sabe porque?

    Como diz meu professor de ética na faculdade, a ética é a arte do bom, pois alimentá-la significa dedicar-se ao conhecimento do bom e antes de voc~e praticá-la você deve conhecê-la e amá-la...

    Toda arte é uma habilidade que é adquiruda mediante m estudo e treino e assim como temos uma intuição da natureza humana, estudamos ela tb.

    O Bom conduz à verdade e a ética torna bom o operante e o operado, isto é você se sente bem com o bem que faz e quem recebe o bem se sente bem tb...

    Ora! Isso não é o amor? O Bom não cria a beleza? Não engendra o amor e assim realiza a Vida?

    Grande professor de ética! Ursula se tiver um tempinho, venha um sexta assistir uma aula comigo de manhã... Tenho certeza que você não vai aprender só a ética, você vai respirá-la pelos poros, desejá-la e amá-la...

    E assim a vejo e concordo com meu professor, quem não tem ética é porque não sabe o que é o amor...

    Grande beijo!

    Chris

    ResponderExcluir